Cabo supostamente envolvido na morte da estudante Rebeca pede garantias de vida à Polícia Militar

Cabo supostamente envolvido na morte da estudante Rebeca pede garantias de vida à Polícia Militar

O cabo Edvaldo Soares da Silva, suspeito de envolvimento da morte da estudante Rebeca Cristina, se apresentou espontaneamente na tarde desta sexta-feira (17) ao Comando do 1° Batalhão da Polícia Militar no centro de João Pessoa e pediu garantias de vida. A suspeita é de que o militar esteja sofrendo ameaças de morte.

A informação sobre apresentação espontânea do cabo foi confirmada pelo coronel Lívio Delgado, comandante do Policiamento da Região Metropolitana de João Pessoa.

De acordo com o coronel, o cabo vai permanecer apenas ‘alojado’ no Batalhão porque até o momento não existe nenhum pedido de prisão preventiva ou qualquer medida disciplinar para a sua prisão.

De acordo com o coronel nesta sexta-feira houve a informação de que o inquérito sobre a morte da estudante Rebeca Cristina teria sido concluído e o cabo seria um dos suspeitos pelo caso. Edvaldo chegou a ser ouvido pela promotora de Justiça do 1º Tribunal do Júri da Capital, Artemise Leal e depois do seu depoimento resolveu procurar o Batalhão onde pediu garantias de vida. 

 

 

 


Paulo Cosme