Câmara Municipal de Coremas vota contas de ex-prefeito e o torna inelegível

Câmara Municipal de Coremas vota contas de ex-prefeito e o torna inelegível

A Câmara de Coremas votou no último sábado, 27, as prestações de contas do ex-prefeito Edílson Pereira referentes aos exercícios financeiros de 2009 e 2010, ambas com parecer contrário do Tribunal de Contas do Estado.

O ex-prefeito precisava dos votos de dois terços dos vereadores para derrubar o parecer do TCE contrário à aprovação de suas contas, ou seja, era necessário o apoio de oito parlamentares mirins, mas apenas seis votaram em favor do ex-gestor municipal: o presidente da Câmara, dr. Naldinho, Robson, Kleidison, Assis, Irani e Dyego.

Por outro lado, cinco vereadores votaram pela manutenção do parecer do tribunal, ou seja, contra a aprovação das contas do ex-prefeito, por entenderem que as irregularidades que motivaram o TCE a emitir parecer contrário às contas de Edílson são graves e a Câmara não poderia ser conivente com os desmandos atestados pela corte de contas.

Os vereadores que votaram pela manutenção do parecer do TCE foram Laedson, Marquinhos, João Pereira, Chico Mamede e Neném de Dora. Com a decisão da Câmara, o ex-prefeito perde seus direitos políticos e torna-se inelegível nas eleições futuras, de acordo com a Lei da Ficha Limpa.

 

 

Folha do Vale