Briga generalizada no Egito deixa 30 mortos e liga nacional é suspensa

Briga generalizada no Egito deixa 30 mortos e liga nacional é suspensa

A história do futebol egípcio ganhou mais uma mancha triste neste domingo. De acordo com informações da imprensa do Cairo, pelo menos 30 pessoas morreram e mais de 20 ficaram feridas em uma briga generalizada entre a torcida do Zamalek e a polícia pouco antes da partida contra o ENPPI, nos arredores do Estádio Air Defense – propriedade do exército. A liga nacional foi suspensa por tempo indeterminado.

Segundo relato de testemunhas, tudo começou quando a polícia disparou balas de chumbo e gás lacrimogêneo contra os torcedores. No entanto, o Ministério da Saúde do Egito garante que o tumulto iniciou-se quando torcedores do Zamalek sem ingresso tentaram forçar a entrada no estádio. “Tivemos que impedi-los de danificar uma propriedade pública”.

Ahmed Mansour, membro do conselho do Zamalek, postou em suas redes sociais palavras de repúdio ao grupo de torcedores.

“Vocês não entendem nada. Ninguém tem permissão para entrar à força. Ninguém tem permissão de assistir a partida sem ingresso. Futebol é apenas para fãs respeitáveis. Bandidos não são permitidos aqui”, escreveu.

A partida aconteceu e terminou em 1 a 1. O número de mortos e feridos ainda não é exato. Fontes ligadas ao hospital Ahli Bank informaram que 30 pessoas deram entrada sem vida e dezenas chegaram feridas.

 

 

 

 

Fonte: Agência Brasil