Brasil tem 7 milhões de eleitores a mais do que em 2010

Brasil tem 7 milhões de eleitores a mais do que em 2010

O Tribunal Superior Eleitoral divulgou nesta terça-feira estatísticas das eleições presidenciais deste ano: o número de eleitores no Brasil subiu 5,17%, passando de 135.804.433 em 2010 para 142.822.046 em 2014. As mulheres continuam sendo maioria e representam 74,5 milhões dos votantes neste ano, alta de 5,81% em relação a 2010. Em relação aos homens, o número passou de 65,2 milhões para 68,2 milhões, acréscimo de 4,54% desde a última eleição presidencial.

O eleitorado brasileiro está, também, mais velho: a faixa etária predominante está entre 45 e 59 anos - 33,8 milhões de pessoas. O grupo entre 25 e 34 anos passou de 32,7 milhões para 33,2 milhões. Já a população com 60 anos ou mais subiu de 20,7 milhões para 24,2 milhões. Em todo o Brasil, 764 municípios terão urnas eletrônicas com sistema de biometria.

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), José Antonio Dias Toffoli, disse que espera um aumento no número de representações contra candidatos à Presidência da República a partir de 19 de agosto, quando começa a propaganda eleitoral no rádio e na TV. Isso porque, a partir de então, as campanhas deverão pedir direitos de resposta e retirada do ar de peças publicitárias de adversários – os dois pontos integram os principais recursos que chegam ao TSE em período eleitoral. Até o momento, a Corte recebeu 46 processos envolvendo os candidatos a presidente, patamar considerado moderado por Toffoli. Nos tribunais regionais eleitorais, porém, a Justiça registrou o acirramento das disputas entre políticos que concorrem a vagas para deputado, senador e governador. “Tenho ouvido dos presidentes dos TREs que há muita judicialização das campanhas estaduais”, disse Toffoli.

Colégios - São Paulo segue o Estado com o maior colégio eleitoral do país - 31,9 milhões de eleitores, ou 22,4% do total. Minas Gerais aparece em segundo, com 15,2 milhões de eleitores, seguido pelo Rio de Janeiro, com 12,1 milhões. A Bahia tem 10,1 milhões de leitores e o Rio Grande do Sul, 8,3 milhões. Roraima é o menor colégio, com 299.000 eleitores.


Veja