Brasil fica no zero com África do Sul, mas avança em 1º

Brasil fica no zero com África do Sul, mas avança em 1º

  A torcida que compareceu à Arena da Amazônia esperando uma reedição dos shows que a seleção feminina de futebol apresentou nas duas primeiras rodadas dos Jogos Olímpicos se decepcionou, mas o Brasil conquistou seu objetivo. Nesta terça-feira (9), a equipe verde-amarela empatou por 0 a 0 com a África do Sul e avançou na primeira colocação do Grupo E.

Como o Brasil provavelmente terminaria em primeiro mesmo se perdesse, o técnico Vadão poupou seis titulares – incluindo a estrela Marta, que jogou só o segundo tempo. Outro desfalque foi a atacante Cristiane, que tem lesão muscular e corre risco de ser cortada dos Jogos.

A seleção terminou a primeira fase com sete pontos, graças às confortáveis vitórias sobre China e Suécia no Engenhão. A adversária nas quartas de final será a Austrália, na próxima sexta-feira (12), em Belo Horizonte, às 22h (de Brasília).

 

Vadão poupa meio time do Brasil

Com a primeira colocação do Grupo E virtualmente garantida, o técnico Oswaldo Alvarez fez seis mudanças na equipe principal: trocou Bárbara por Aline no gol, Fabiana por Poliana na lateral direita, Rafaelle por Bruna na zaga, Formiga e Marta por Érika e Andressinha no meio, e Bia por Raquel no ataque. Além disso, a centroavante Cristiane, lesionada, deu lugar a Debinha. Com tantas alterações, o padrão de jogo naturalmente caiu um pouco.

Brasil faz primeiro tempo morno

A seleção dominou a África do Sul e teve as melhores chances da primeira etapa, mas, com meio time reserva, não mostrou a mesma agressividade e principalmente o mesmo aproveitamento dos jogos anteriores. A melhor oportunidade veio aos 38 minutos, em chute na trave de Debinha. A lateral Tamires também foi boa opção ofensiva e finalizou duas vezes com perigo.

 

Torcida pede Marta e é atendida

A decisão de Vadão de poupar Marta de um jogo que valia pouco para o Brasil durou apenas 45 minutos. A torcida de Manaus pediu insistentemente pela craque brasileira e foi à loucura a cada vez que a camisa 10 apareceu no telão do estádio. No intervalo, não teve jeito: Marta entrou no lugar de Tamires, passando Andressa Alves para a lateral esquerda, e fez a alegria da galera.

Preciosismo evita gol no segundo tempo

Mesmo com Marta em campo na segunda etapa, o Brasil jogou em clima de amistoso. Controlando as ações, mas sem a mesma intensidade de partidas anteriores, a seleção só não balançou a rede por preciosismo: Marta ficou na cara do gol, mas optou por um drible a mais em vez da finalização, e no final, Raquel tentou encobrir a goleira Barker e jogou para fora. Mesmo assim, valeu para animar o público na Arena da Amazônia.

 

Assim ficaram as quartas de final

Todos os jogos na sexta-feira, 12 de agosto:
13h - Estados Unidos x Suécia, no Mané Garrincha (DF)
16h - China x Alemanha, na Fonte Nova (BA)
19h - Canadá x França, na Arena Corinthians (SP)
22h - Brasil x Austrália, no Mineirão (MG)

 

FICHA TÉCNICA
África do Sul 0 x 0 Brasil

Local: Arena da Amazônia, Manaus (AM)
Data: 09/08/2016
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitra: Stéphanie Frappart (França)

Cartões amarelos: Vilakazi (África do Sul); Bruna Benites e Andressinha (Brasil)

África do Sul: Barker; Smeda, Matlou, Van Wyk e Vilakazi; Makhabane, Malherbe e Jane; Motlhalo (Mollo), Kgtlana (Dlamini) e Seoposenwe. Técnica: Vera Pauw

Brasil: Aline; Poliana, Bruna Benites, Mônica e Tamires (Marta); Érika e Thaísa (Fabiana); Andressa Alves, Andressinha e Debinha; Raquel. Técnico: Vadão