Branco Mendes confirma adesão de Jullys Roberto à base de Ricardo na AL e destaca organização do PEN

Branco Mendes confirma adesão de Jullys Roberto à base de Ricardo na AL e destaca organização do PEN

O deputado estadual Branco Mendes (PEN) comentou em entrevista ao programa Rádio Verdade da Arapuan FM nesta quinta (23) que a resolução nacional do partido de seguir com o governador Ricardo Coutinho também será seguida por Jullys Roberto e destacou como deve ficar a organização do PEN na Paraíba.


Após a derrota na eleição da Mesa Diretora da Casa, o deputado oposicionista Ricardo Marcelo também foi afastado da presidência do PEN e uma resolução nacional definiu que o partido seria da base do governador, assim, Ricardo Marcelo tirou uma licença da Assembleia e o deputado Zé Aldemir (que tinha planos de deixar o partido) também. Dos que ficaram na Casa, Branco Mendes que  votou em Adriano Galdino (PSB) para a presidência da Casa e Edmílson Soares já fazia parte da base, agora eles ganham o reforço de Jullys Roberto.


“Jullys vem para a base do governador e está querendo uma audiência para discutir os problemas da sua região”, afirma.


Apesar de afirmar para o governador Ricardo Coutinho (PSB) que iria pensar, ao receber o convite de integrar a base, Branco destacou que já tinha compromisso com Galdino. Um acordo de colegar entre eles definiu que se Cássio fosse eleito governador, Galdino trabalharia para Branco ser presidente da Casa, enquanto se Ricardo fosse eleito, Branco quem iria fazer o trabalho para Galdino.


Branco lembrou que com a vitória de Ricardo, Galdino o procurou para ‘cobrar a promessa’ e ele como tinha ‘dado sua palavra’ cumpriu e fez o trabalho pela candidatura do socialista. Lembrando que aconselhou Galdino a unificar a base, já que havia ao menos 4 candidatos do governo.


“Ele conquistou todos os votos do governo e partiu para a campanha de presidente que foi muito dura e difícil, mas foi vitorioso e faz um belo trabalho na Assembleia”, afirmou e acrescentou: “quanto a fazer parte da base do governo estou tranquilo. Votei em Adriano sem nenhum tipo de conotação e encostamento no governo dentro do processo político. Nunca tive embates com Ricardo, saí decentemente do governo, entreguei os cargos que tinha no estado, mas nunca atirei pedra no governador”, afirmou.


O deputado lembrou que no jantar na casa de Gervásio Maia (PMDB), o governador o procurou para fazer parte da base e Branco explicou que precisaria pensar. “Não posso abraçar uma causa de repente, porque depende do tratamento do governo à diversas questões”, diz, apontando a possibilidade de aderir.


Diretórios do PEN - Branco afirmou que o diretório estadual deve mesmo ficar com o deputado Edmilson Soares, que está em Brasília reunido com o presidente nacional do partido enquanto ele pode indicar uma pessoa de “restrita confiança” para comandar o partido em João Pessoa, já que ele mesmo não pode ocupar esta vaga por não ter a Capital como domicílio eleitoral. “Vou colaborar e reforçar o partido no estado”, garante.
 


Marília Domingues