Botafogo consegue segurar o Goiás e segue na Copa do Brasil

Botafogo consegue segurar o Goiás e segue na Copa do Brasil

O Botafogo-PB fez o que precisava. Em noite de atuação madura, o time paraibano segurou o Goiás no estádio Serra Dourada e avançou para a segunda fase da Copa do Brasil com o placar de 0 a 0. Apesar de ter perdido no jogo de ida em João Pessoa por 2 a 0, o Esmeraldino praticamente não conseguiu ameaçar o goleiro Genivaldo e ampliou a crise que havia ficado evidente com a perda do título estadual no último domingo. Para piorar o cenário, o meia Carlos Alberto entrou no intervalo e foi expulso aos 37 minutos do segundo tempo por cometer duas faltas duras.

O Belo agora enfrentará Santa Cruz ou Lagarto na segunda fase, mas antes voltará suas atenções para o Campeonato Paraibano – jogará domingo contra o Sousa. Já o Goiás, que não marca gols há quatro partidas, tentará a reação no Campeonato Brasileiro. Também no próximo domingo, o time do técnico Ricardo Drubscky, que estreou nesta quarta-feira, atuará diante do Flamengo no estádio Mané Garrincha, em Brasília. E por ter sido eliminado da Copa do Brasil, o Goiás garantiu participação na Copa Sul-Americana deste ano.

Botafogo-PB segura o resultado com eficiência 

Embora precisasse de pelo menos dois gols para seguir vivo na Copa do Brasil, o Goiás parecia estar em campo carregando o peso da perda do título estadual no último domingo. Com apenas duas mudanças, o time da casa tinha como principais novidades duas figuras do banco de reservas. O goleiro Harlei comandou a equipe ao lado do técnico Ricardo Drubscky, contratado para substituir Claudinei Oliveira. O Botafogo-PB ignorava a crise do adversário e tinha como aliados não só o momento atual de pressão no Goiás como também o bom placar construído no jogo de ida.

Além disso, os jogadores do Belo mostravam muita disposição desde o início, dificultando as ações do Goiás. Os visitantes ainda saiam em contra-ataques perigosos, parados quase sempre com faltas. Em pouco tempo o Verdão já tinha três jogadores amarelados. Magno Alves até balançou as redes, porém, estava em condição irregular, e o lance foi anulado. Pio assustou em cobrança de falta aos 43 minutos. A melhor chance do Goiás foi com Rychely, que tentou em dois tempos dentro da área. Na segunda tentativa, o atacante quase encobriu Genivaldo.

Carlos Alberto entra no segundo tempo e é expulso 

Na volta do intervalo o Goiás apresentou duas mudanças, sendo uma delas o experiente meia Carlos Alberto, de 29 anos, que substituiu João Paulo. Thiago Mendes entrou na vaga de David, no entanto, as duas substituições não mudaram o rumo da partida. O goleiro Genivaldo praticamente não teve trabalho para segurar o ataque esmeraldino, uma vez que, a defesa do Botafogo-PB continuava muito disposta. Além de marcarem de perto, os paraibanos se atiravam na bola para evitar que passes em profundidade fossem completados.

Carlos Alberto era muita conversa e pouca efetividade em campo. Mal entrou no jogo o meia já discutia com a zaga adversária. Desentrosado, ele não conseguia armar as jogadas ofensivas. Para piorar, ainda recebeu o segundo cartão amarelo aos 37 minutos por cometer falta dura e foi expulso. Ao Belo restava administrar o confronto e esperar o fim do jogo para celebrar a classificação. A equipe ameaçou com Cléo em chute de fora da área aos 25 minutos. Ainda com a bola rolando, a torcida esmeraldina protestou contra a fase do time.

 Globo Esporte.Com- PB