Boneco de Lula vestido como presidiário é esfaqueado

Boneco de Lula vestido como presidiário é esfaqueado

Em sua primeira visita ao Rio Grande do Sul, o Pixuleko –boneco que representa o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como presidiário– foi esfaqueado após um protesto em Caxias do Sul.

O boneco foi inflado na praça Dante Alighieri, na região central da cidade, por volta das 10h deste sábado (19), pelo Movimento Brasil. Uma hora depois, devido à forte chuva que atingiu o município, ele foi esvaziado.

Quando já estava murcho, duas pessoas rasgaram o boneco com uma faca. As pessoas não foram identificadas até a tarde deste sábado, de acordo com a Brigada Militar de Caxias do Sul.

Imagens de câmeras de segurança no entorno da praça devem ser usadas para tentar identificar os autores.

Após se tornar ícone dos protestos de 16 de agosto em Brasília, o boneco Pixuleko iniciou uma turnê por outas cidades. Ele esteve em Presidente Prudente na última quarta-feira (16), data em que a presidente Dilma Rousseff entregou 2.343 casas do programa Minha Casa, Minha Vida.

Três dias antes, o boneco foi visto por 18 mil torcedores que foram ao estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, para o jogo entre Botafogo e Santa Cruz, pela Série D do Campeonato Brasileiro.

A Folha não conseguiu contato com o Movimento Brasil.

 

 

 

Folha