Blogueira abandona Instagram e “luta” contra redes sociais

Blogueira abandona Instagram e “luta” contra redes sociais

Uma adolescente australiana que virou celebridade graças ao Instagram tornou-se protagonista de uma campanha contra o chamado “lado negro” das redes sociais.

Com mais de 500 mil seguidores, Essena O’Neill, de 18 anos, ficou famosa graças a suas fotos sobre o que parecia ser uma vida perfeita – e conseguiu fazer disso o seu ganha pão.

Agora, no entanto, O’Neill diz se sentir “vazia” e “viciada em curtidas”.

Em um vídeo de 17 minutos que ela publicou em sua conta no YouTube, a australiana promete lutar contra o que classifica como “ideais insalubres” das mídias, com a ajuda também de um website.

O’Neill apagou mais de duas mil fotos de sua conta no Instagram. Segundo ela, as imagens não serviam para propósito algum além da autopromoção. A australiana também cancelou uma série de contas em sites de mídia social.

“Não quero ajudar sites que ganham bilhões com propagandas de produtos com os quais não concordo”, disse a adolescente.

“Passei horas admirando garotas perfeitas online, desejando um dia ser como elas. Mesmo quando isso aconteceu, eu não consegui ficar feliz ou em paz comigo mesma”.

Ela re-editou as legendas das fotos que não foram “eliminadas”.

Em uma delas, em que a adolescente é fotografada em uma pose de ioga na praia, a australiana escreveu: “Não há nada zen em tentar parecer ser zen, tirar uma foto em que você tenta ser zen só para provar no Instagram que você é zen”.

Uma selfie foi “desmascarada” pela própria autora. De forma irônica, ela pede “curtidas”.

“Por favor, curtam essa foto. Eu pus maquiagem, fiz escova no cabelo, pus um vestido justo e usei joias desconfortáveis. Tirei 50 fotos diferentes até que encontrasse uma que talvez vocês gostassem. Depois, editei-a em diversos aplicativos para que pudesse sentir algum tipo de aprovação de vocês”.

Segundo a adolescente, isso é uma forma de expor manipulações, trivialidades e inseguranças.

“Fui consumida pelo mundo da mídia social, que não é real, e sim baseado em aprovação social e em julgamentos superficiais”.

O’Neill posta nas redes desde os 15 anos de idade. Fotos suas desta época, usando roupas de ginástica, tiveram milhares de curtidas. Agora, a adolescente editou as legendas, admitindo os truques de postura para parecer mais magra. “Uma menina de 15 anos não deveria ter dietas e exercícios demais como objetivos. Os viciados em mídias sociais estão vivendo em um estado inconsciente”.

Seguidores da menina no Instagram parecem ter apoiado a guinada de O’Neill. Usuários elogiaram a coragem das confissões da menina e seu engajamento contra os efeitos colaterais do excesso de exposição online.

 

BBC