Bertrand diz que vai racionalizar atuação do MP e ampliar atendimento à população

Bertrand diz que vai racionalizar atuação do MP e ampliar atendimento à população

O procurador-geral de Justiça Bertrand Asfora disse, neste domingo (10), que apesar das dificuldades e da decisão do Tribunal de Contas do Estado para que o órgão devolva os servidores requisitados há mais de um ano, aos respectivos órgãos de origem, o Ministério Público da Paraíba (MPPB) vai ampliar o atendimento à sociedade paraibana. Atualmente, 58 promotorias contam com requisitados. Bertrand vai apresentar nesta segunda-feira (11), aos demais procuradores, uma proposta de racionalização da atuação do MPPB, e confirmou  que isso também implica na nomeação de servidores aprovados no último  concurso público.

Contudo, sobre a possibilidade de substituição de requisitados por concursados, o procurador afirmou que o MPPB vai avaliar a repercussão financeira e orçamentária. "Nós estamos buscando uma solução pra isso. é um problema grave, mas estamos trabalhando para uma solução", disse. 

De acordo com Bertrand, ele não planeja solicitar suplementação orçamentária ao Governo do Estado para implementar a reorganização do MPPB. "É uma questão de reengenharia interna, aumentando a presença do Ministério Público na sociedade racionalizando custos. É o novo modelo de gestão que as circunstâncias brasileiras colocam na mão dos gestores", disse.
A proposta de racionalização do MPPB está pronta e será apresentada na tarde desta segunda-feira (11). "Farei as comunicações formais ao Colégio de Procuradores nesta segunda-feira; na terça-feira, ao Conselho de Gestão e na outra semana, em encontros que nós vamos fazer em Cajazeiras, em Campina e em Guarabira", explicou.

Reajuste salarial - Na próxima quinta-feira o procurador se reúne com o sindicato dos servidores para discutir a data base da categoria. Já o reajuste dos promotores de Justiça segue outra regra, pois depende do teto nacional.

 

 

 

Click PB