Bebê nasce com 31 dedos e sem os polegares em província da China

Bebê nasce com 31 dedos e sem os polegares em província da China

A história de um bebê com 31 dedos ficou conhecida na província de Hunan, na China. Hong Hong, de quatro meses, nasceu com 15 dedos nas mãos e 16 dedos nos pés. Ele também nasceu sem os polegares. Os médicos diagnosticaram o recém-nascido com uma anomalia congênita, conhecida como polidactilia. O problema ocorre em um a cada 1000 nascidos vivos e pode ser diagnosticado ainda na gravidez, com três meses de gestação, a partir de exames de ultrassom.

A condição geralmente é herdada da família. Se um dos pais tem, a probabilidade de passar o traço da polidactilia para a criança é de 50%. Esse é exatamente o caso de Hong Hong. Sua mãe também possui dedos extras, com seis nas mãos e seis nos pés.

Em geral, a orientação para portadores da anomalia é a realização de cirurgia para a remoção dos dígitos extras e uma possível reconstrução, na ausência do polegar. Polegares opositores são essenciais porque são responsáveis pela capacidade de segurar objetos. Hong Hong, no entanto, ainda é muito jovem para ser submetido ao procedimento, segundo contou o pai dele, Zou Chenglin, à rede americana de televisão CNN. A operação deve custar cerca de 300 000 yuan chineses – o equivalente a 100 000 reais. Enquanto isso, para arrecadar o montante, a família recorreu à internet. Até agora, o casal já conseguiu 40 000 yuan (20 000 reais).

A polidactilia pode ocorrer de forma bilateral – em ambas as mãos e pés – ou só em uma mão e um pé. Os dígitos extras não seguem um único padrão. Podem ser muito pequenos ou do tamanho normal, funcionais, com articulações e movimento, ou sem função. A ciência ainda estuda os genes que causam os dedos extras. De acordo com o Guinnes World Records, o recorde do número de dedos pertence ao indiano Devendra Suthar, com 28 digitais. Ele tem 14 dedos nas mãos e 14 dedos nos pés.

 

 

 

 

 

Veja