Bandidos fotografam placas de veículos na Paraíba e emitem falsos boletos com multas

Bandidos fotografam placas de veículos na Paraíba e emitem falsos boletos com multas

Um apenado do PB1, em João Pessoa, teria sido identificado portando um aparelho celular com registros de um novo golpe aplicado na Paraíba, por meio de fotografias de placas de automóveis em lombadas eletrônicas. O caso foi divulgado nesta terça-feira (2), pela Gerência de Inteligência da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap).

O crime consiste em um dos integrantes da quadrilha ficar responsável por tirar a foto das fotos de veículos próximos às lombadas eletrônicas ou semáforos que contenham os famosos “pardais”. De posse destas placas, os golpistas obtêm dados a respeitos dos proprietários dos automóveis através de informações públicas, a exemplo da internet. Em seguida, diante dos dados coletados, são confeccionados falsos boletos bancários semelhantes aos emitidos pelo Departamento de Trânsito e, posteriormente, enviados para os endereços dos proprietários.

Neste falso boleto, há os dados de um beneficiário bancário identificado popularmente como “laranja” e os golpes são concluídos quando estes donos, sem verificar realmente a veracidade do documento, simplesmente fazem o pagamento, julgando estar quitando uma multa de trânsito, quando na verdade estão sendo lesados e, consequentemente, beneficiando um esquema criminoso.

A Gerência de Inteligência também realizou um levantamento e identificou que este tipo de delito já foi praticado há tempos atrás em alguns estados da federação, conforme alerta do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

De acordo com o secretário de Administração Penitenciária da Paraíba, Wallber Virgolino, ainda não há números de vítimas no estrado contabilizadas pela polícia, mas ele faz o alerta para que as pessoas tenham mais atenção na hora de fazer pagamentos de boletos de trânsito.

Ele disse que apenas um detento foi identificado trocando mensagens sobre o assunto com outra pessoa, fora do PB1. Segundo Virgolino, esse segundo envolvido já foi identificado e pode ser preso a qualquer momento. 

Fonte: Portal Correio