Banda Aviões do Forró é investigada pela PF por lavagem de dinheiro e sonegação de impostos

Banda Aviões do Forró é investigada pela PF por lavagem de dinheiro e sonegação de impostos

A Receita Federal e a Polícia Federal investigam a banda Aviões do Forró por fraudes relacionadas à declaração de impostos da banda.

A operação For All, deflagrada nesta terça-feira (18), aponta que o grupo poderia estar sonegando Imposto de Renda, além de possível ocorrência de lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e associação criminosa no escritório que administra a carreira da banda.

Segundo a Coluna Estadão, do jornal O Estado de S. Paulo, há também mandados de prisão para os cantores Solange Almeida e Xandy Avião, que tiveram seus sigilos fiscais quebrados.

Segundo a PF e a Receita, haveria ainda divergências sobre valores pagos em lucros e dividendos, movimentações bancárias incompatíveis com os rendimentos declarados, pagamentos elevados em espécie, além das diversas variações patrimoniais a descoberto.

O nome da operação foi influenciado pelas festas que aconteciam no início do século passado em cidades do Nordestes. À época, estrangeiros promoviam bailes e colocavam uma placa na porta liberando a entrada para todos (For All). A sonoridade do nome desses eventos fez surgir a palavra forró, gênero da banda cearense.

Recentemente, a AudioMix, maior escritório artístico do País, também foi alvo de investigação da Polícia Federal. A ação é parte da operação Maus Caminhos, da PF do Amazonas, que visa desarticular uma organização criminosa que teria desviado cerca de R$ 112 milhões do Fundo Estadual de Saúde do Amazonas.

 

 

R7