Bancada federal paraibana se reúne com CRM e com médicos peritos do INSS

Bancada federal paraibana se reúne com CRM e com médicos peritos do INSS

A bancada federal paraibana se reuniu nesta segunda-feira (9), em João Pessoa, com a direção do Conselho Regional de Medicina (CRM) e com os médicos peritos do INSS que apresentaram uma pauta de reivindicações aos parlamentares solicitando o apoio na Câmara dos Deputados. Além de Wilson Filho (PTB), coordenador da bancada federal, estiveram presentes os deputados Manoel Junior (PMDB) e Hugo Motta (PMDB).
 
Na primeira reunião, segundo o deputado Wilson Filho, os médicos que integram o CRM solicitaram o apoio da bancada para votação favorável a Proposta de Emenda Constitucional 454/2009, que institui a carreira de estado para o médico no Sistema Único de Saúde (SUS).
 
Pronta para ser incluída na pauta de votação do Plenário da Câmara dos Deputados, a proposta estabelece diretrizes para a organização de uma carreira única de médicos, mantida pela União, mas com exercício no serviço público federal, estadual e municipal. A remuneração respeitará um piso profissional nacional fixado por lei e valorizará o tempo de serviço e os níveis de qualificação na área médica.
 
"Esse é um pleito importante para a categoria e até mesmo para os brasileiros porque vai possibilitar a interiorização de médicos. Hoje, grande parte da categoria está nas capitais e grandes cidades. Me coloquei favorável à aprovação e vamos trabalhar para que a bancada vote unida nesse tema", destacou o deputado.
 
Na segunda reunião, os deputados conversaram com os médicos peritos do INSS que estão em greve há mais de dois meses. Eles pediram que a bancada levasse o pleito da categoria até o Ministério da Previdência Social para que os trabalhos voltem a normalidade o mais rápido possível. O deputado Wilson Filho, juntamente com os outros parlamentares, se comprometeu a agendar uma audiência com o ministro para levar as reivindicações dos médicos.
 
"Essa é uma categoria muito importante e a paralisação dela está prejudicando milhares de brasileiros que necessitam de uma perícia médica. Agendaremos ainda essa semana uma conversa com o ministro para acompanhar de perto como estão as negociações para que a greve seja encerrada", afirmou o coordenador da bancada.

 

 

 

Assessoria