Bactéria devoradora de carne humana faz terceira vítima na Flórida

Bactéria devoradora de carne humana faz terceira vítima na Flórida

O Estado da Flórida, nos Estados Unidos, registrou a terceira morte provocada por uma bactéria que vive na água do mar e devora carne humana, informou o departamento de saúde local nesta quinta-feira (7).

A morte foi registrada no condado de Sarasota, ao sul de Tampa, como consequência da bactéria "Vibrio vulnificus", da mesma família da causadora da cólera, e com propensão a se reproduzir em água salobra quente. As outras duas mortes foram de uma pessoa do condado de Dixie, no litoral noroeste, e uma em Lee, no litoral sudoeste do Estado.

A "Vibrio Vulnificus" pode penetrar no corpo por meio de ferimentos ou de cortes na pele. Costuma afetar de maneira especial idosos com problemas no sistema imunológico. A bactéria também pode ser contraída com a ingestão de mariscos crus, principalmente ostras. Os sintomas mais comuns são diarreia, vômitos e dor abdominal. O tratamento é feito com antibióticos.

De acordo com especialistas, quando entra na corrente sanguínea, ela ocasiona febre, queda de pressão, úlceras na pele e, em 50% dos casos, pode levar à morte. Entre 1988 e 2006, o CDC (Centro para o Controle e Prevenção de Doenças) contabilizou nos Estados do litoral do Golfo do México mais de 900 casos de infecções por esta bactéria. Em 2013, 41 pessoas foram infectadas na Flórida e 11 morreram.

Segundo dados, em 2008 foram registrados 15 casos e cinco mortes; em 2009, 24 infectados e sete mortes; em 2010, 32 infectados e dez mortes; em 2011, 35 infectados e 13 mortos; e em 2012, 27 infectados e nove óbitos.

 

Uol