Avó causa polêmica por manter neto com deficiência algemado enquanto trabalha

Avó causa polêmica por manter neto com deficiência algemado enquanto trabalha

Uma mulher sem-teto vem causando polêmica pela forma como cuida de seu neto. Ela amarra a criança de 9 anos pelos tornozelos enquanto vai trabalhar.

O menino, que sofre de paralisia cerebral e epilepsia, passava os dias deitado em uma calçada com os tornozelos presos a uma espécie de corrimão em um ponto de ônibus. A cena foi flagrada em uma cidade indiana, a qual não foi informada.

A avó, Sakhubai Kale, contou que a criança não pode falar, e não teria como dizer a alguém que estava perdido. Lakhan Kale, o menino em questão, acabou sendo encontrado por funcionários do governo, que o colocaram sob os cuidados de uma instituição estatal.

A mulher contou que foi forçada a tomar medidas drásticas depois que o menino foi colocado sob seus cuidados. “Eu sou uma mulher solteira. Ninguém prestou atenção em mim até aparecer a reportagem do jornal”, contou.

O pai de Lakhan morreu há alguns anos, e sua mãe fugiu, deixando a avó com o menino e sua irmã Rekha, de 12 anos.

A família vive próxima a um ponto de ônibus. A avó e a neta vendem brinquedos e guirlandas de flores nas ruas. Segundo a mulher, o menino fica amarrado já que poderia transitar entre os veículos e acabar sendo atropelado.

Após a intervenção do governo no caso, a avó se mostrou aliviada. “Estou muito feliz. O que mais eu iria querer que não fosse algo para que ele fosse cuidado?”, concluiu.

180 graus