Avião cai em aeroporto de Americana (SP), e empresário que pilotava morre

Avião cai em aeroporto de Americana (SP), e empresário que pilotava morre

O empresário Clayton Finger, 66, dono da rede de joalherias Gold Finger, morreu no fim da manhã desta quarta-feira (9) após o avião que pilotava cair na cabeceira do Aeroporto de Americana. O empresário era casado, deixa mulher e cinco filhos.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, ele era o único ocupante da aeronave. O helicópteo Águia, da Polícia Militar, chegou a ser acionado para o resgate. Ele ainda estava respirando quando o resgate chegou, mas não resistiu aos ferimentos e morreu antes de ser removido do local.

O auxiliar de manutenção Fernando Domingues, que trabalha no aeroporto, informou que o empresário chegou à cidade ontem e que se preparava para voltar à Guaratinguetá, onde morava. Segundo ele – que foi o primeiro a chegar até o acidente e chamou os Bombeiros – a porta da aeronave abriu no momento em que ele decolou.

A partir de então, o piloto tentou fechar a porta. O avião perdeu estabilidade e, quando ele conseguiu resolver o problema, percebeu que o avião iria bater em um eucalipto. "Ele deve ter puxado o manche de uma vez, porque o avião foi pra cima. Nesse momento, ele perdeu o controle e acabou caindo de barriga", informou.

Domingues informou ainda que foi imediatamente até o local da queda com um carro. "O avião não explodiu, sofreu apenas algumas avarias. O corpo dele também não teve danos externos, só internos", disse.

Os bombeiros realizaram o primeiro atendimento, mas constataram o óbito. A perícia da Polícia Civil chegou ao local no começo da tarde e irá solicitar perícias para que a causa da queda seja confirmada.

A reportagem tentou localizar familiares do empresário, mas não teve sucesso.

Uol