Autor de quadro de Bill Clinton incluiu sombra de Monica Lewinsky

Autor de quadro de Bill Clinton incluiu sombra de Monica Lewinsky

O artista que pintou o ex-presidente americano Bill Clinton para o America's National Portrait Gallery incluiu a sombra de um vestido na obra, uma referência ao relacionamento de Clinton com Monica Lewinsky, revelou o autor do quadro.

Bill Clinton "é o mentiroso mais conhecido de todos os tempos. Ele e sua administração fizeram boas coisas, mas eu não podia esquecer esta história de Monica e ela está sutilmente incorporada na pintura", afirmou ao "Philadelphia Daily News" o pintor Nelson Shanks.

A sombra em forma de silhueta que escurece a parte superior de uma chaminé diante da qual o presidente está parado "representa na realidade a sombra de um vestido azul em um manequim", acrescentou o artista.

"O manequim estava ali quando eu pintava (essa parte), mas não quando ele (o então presidente Clinton, que governou entre 1993 e 2001) estava ali", disse.

O estúdio do artista confirmou suas declarações ao jornal, mas a AFP não pôde contactar o pintor.

O quadro não está exposto e é parte do acervo do museu, indicou à AFP uma porta-voz da National Portrait Gallery.

O museu não estava ciente desta mensagem secreta.

"É a primeira vez que ouvimos isso", acrescentou Bethany Bentley, que lembrou que o quadro foi exposto pela primeira vez em 2006 na presença do casal Bill e Hillary Clinton.

Monica Lewinsky, uma ex-estagiária da Casa Branca que hoje tem 41 anos, ficará para sempre associada ao ex-presidente Clinton por seus jogos sexuais na residência presidencial.

 
 
 
 

G1