Austrália permite polêmica mineração na Grande Barreira de Corais

Austrália permite polêmica mineração na Grande Barreira de Corais

O governo australiano autorizou novamente nesta quinta-feira (15) um polêmico projeto de mineração do grupo indiano Adani, que segundo os defensores do meio ambiente representa uma ameaça para a Grande Barreira de Corais e foi bloqueado pela justiça em agosto.

Em um comunicado, o ministro do Meio Ambiente, Greg Hunt, afirma que "36 das condições mais estritas da história australiana" foram estabelecidas para a aplicação do projeto Carmichael, que tem valor estimado em 16,5 bilhões de dólares australianos (10,45 bilhões de euros).

O projeto, que a Austrália autorizou em julho de 2014, prevê a exploração de uma mina de carvão no estado de Queensland, que seria uma das maiores do mundo, a construção de uma linha ferroviária de 189 km e a ampliação de um porto de carvão em Abbot Point, perto da Grande Barreira de Corais.

A mina deveria produzir 60 milhões de toneladas por ano de carvão térmico. Em troca, o governo australiano havia adotado severas restrições ambientais.

Associações de defesa do meio ambiente criticaram a autorização por considerarem que o projeto seria responsável pela emissão de grandes quantidades de gases do efeito estufa, por suas consequências negativas para espécies vulneráveis e pelo "pobre balanço ambiental" do grupo indiano.

 

 

 

 

G1