Ateu, Mark Zuckerberg vai doar 99% de suas ações do Facebook para causas sociais

Ateu, Mark Zuckerberg vai doar 99% de suas ações do Facebook para causas sociais

O fundador e CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, anunciou ontem que vai doar 99% das ações da rede social, atualmente avaliadas em US$ 45 bilhões, para projetos de filantropia no decorrer de sua vida. O executivo também anunciou a criação da Iniciativa Chan Zuckerberg – em parceria com sua mulher, a médica Priscilla Chan – que será responsável por empregar o dinheiro em projetos.

O executivo norte-americano de 31 anos fez o anúncio em uma carta publicada em seu perfil na rede social por ocasião do nascimento de sua primeira filha, chamada Max. A menina nasceu no início da semana passada e, segundo comunicado, passa bem. De acordo com Zuckerberg, o nascimento da filha foi a “inspiração” que motivou o casal a criar a fundação e anunciar o investimento.

De acordo com a carta, a Iniciativa Chan Zuckerberg terá foco inicial em projetos nas áreas de ensino personalizado, cura de doenças, conexão de pessoas e construção de “comunidades fortes”. “Hoje, sua mãe e eu estamos nos comprometendo a passar nossas vidas desempenhando um pequeno papel na ajuda para resolver esses desafios”, disse o executivo no texto publicado na rede social.

Zuckerberg ainda não deu muitos detalhes de como será a atuação da Iniciativa Chan Zuckerberg. Em comunicado à imprensa, o executivo afirmou que novas informações serão compartilhadas pelo casal nos próximos meses, depois de o executivo “passar um tempo em família”. Recentemente, Zuckerberg anunciou que vai tirar uma licença-paternidade de dois meses, algo incomum entre executivos de empresas de tecnologia do Vale do Silício.

Em nota, Zuckerberg e Priscilla afirmam que decidiram começar a investir agora na fundação, pois acreditam que “grandes desafios dependem de tempo, além de investimentos, para serem superados”. Eles começaram a pensar no futuro quando decidiram formar sua família e perceberam que poderiam começar a doar agora, enquanto ainda estão jovens e na metade de suas carreiras.

Fundação. Segundo comunicado, a missão da Iniciativa Chan Zuckerberg será de investir em organizações não governamentais, fazer investimentos privados e participar de debates políticos em diversos segmentos. A organização será controlada pessoalmente por Zuckerberg e Priscilla. Além dos investimentos realizados pelo casal, a fundação poderá usar recursos investidos por parceiros ou outras instituições para desenvolver seus projetos. Em todos os casos, o objetivo é “gerar impacto positivo em áreas de grandes necessidades”.

A Iniciativa Chan Zuckerberg está em busca de especialistas em diversos setores que vão atuar como conselheiros do casal. As informações oferecidas por essas pessoas serão usadas para guiar os investimentos da Iniciativa e determinar quais os projetos que podem oferecer o maior impacto. A decisão final sobre os investimentos, porém, será tomada por Zuckerberg e Priscilla.

De acordo com o comunicado, Zuckerberg continua a controlar o Facebook, embora já tenha anunciado a doação de suas ações para a Iniciativa Chan Zuckerberg. O valor de venda dessas ações, descontados os impostos, será revertido pela fundação em investimentos em novos projetos. O executivo vai vender até US$ 1 bilhão em ações por ano pelos próximos três anos para projetos de filantropia.

O executivo também esclareceu, em comunicado, que sua atividade à frente da Iniciativa Chan Zuckerberg acontecerá de forma paralela a sua atuação como CEO do Facebook. Priscilla, que é pediatra, continuará a exercer a profissão ao mesmo tempo em que atua como fundadora e CEO da The Primary School, startup que aposta em um novo modelo de escola que integra ações de educação e saúde para crianças. A primeira unidade operada pela startup deve começar a funcionar em agosto de 2016 na cidade de Palo Alto, na Califórnia.

Outras doações. Não é a primeira vez que Zuckerberg anuncia investimentos em filantropia. O executivo já doou cerca de US$ 1,6 bilhão para vários projetos. Recentemente, ele investiu US$ 120 milhões na educação em áreas da periferia de San Francisco, doou US$ 75 milhões para completar a construção de um novo centro do Hospital Geral de San Francisco e ofereceu US$ 25 milhões para o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) para ajudar a frear o surto de Ebola na África.

O executivo assumiu seu primeiro compromisso de doação da fortuna em 2010, quando aderiu à iniciativa Given Pledge, iniciada pelo cofundador da Microsoft, Bill Gates.

 

 

Link