Assembleia realiza sessão da CPI da Telefonia Móvel em Santa Rita

Assembleia realiza sessão da CPI da Telefonia Móvel em Santa Rita

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realizou, na tarde desta terça-feira (2), na Câmara Municipal de Santa Rita, sessão pública dentro da Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga a telefonia móvel. O objetivo foi ouvir lideranças comunitárias, vereadores e a população em geral sobre os problemas enfrentados na cidade relacionados aos serviços prestados pelas operadoras.

Estiveram presentes à sessão o presidente da CPI, João Gonçalves; a vice-presidente Camila Toscano; o relator Bosco Carneiro; e os deputados Zé Paulo de Santa Rita e Inácio Falcão. Além disso, também participou da sessão o procurador da Assembleia, Adalberto Falcão, e dez vereadores da cidade, entre eles o presidente da Câmara, Anésio Miranda.

Para o presidente João Gonçalves, a investigação da Comissão está avançando e os depoimentos coletados até então serviram para os parlamentares entenderem os problemas enfrentados em diversas localidades do Estado, além da conivência da Anatel e a falta de investimento das empresas. “Ninguém aguenta mais o que as empresas de telefonia fazem com a população”, lamentou o parlamentar.

Para o deputado Zé Paulo de Santa Rita, a sessão cumpriu seu papel de ouvir a população de uma das maiores cidades do Estado. “Viemos aqui para ouvir a população da cidade, que enfrenta diariamente diversos problemas ocasionados pelas operadoras. A população paga caro pelo serviço e necessita de melhorias rápidas e definitivas”, disse.

O presidente da Câmara, Anésio Miranda, falou sobre a honra da Câmara de Santa Rita em receber uma sessão desta importância. Já o vereador Aurian Lima denunciou que as operadoras têm utilizado uma única antena para fornecer sinal para os aparelhos, o que piora a qualidade do serviço oferecido e que o município deixa de arrecadar R$ 2 milhões.

A professora Maria Lúcia da Silva falou sobre os planos pré-pagos. “Colocamos crédito nos aparelhos e recebemos diversas mensagens que sequer solicitamos retirando nossos créditos. Esperamos que essa CPI dê resultados. Tive um irmão que morreu porque não conseguimos acionar o Samu por falha na telefonia”, denunciou.

Ao final da sessão, os deputados confirmaram a realização de mais duas sessões públicas no dia 18 e 19 nas cidades de Pombal e Catolé do Rocha.

 

 

 

Assessoria