Assembleia aprova projeto que permite a presença de doulas em maternidades

Assembleia aprova projeto que permite a presença de doulas em maternidades

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) apreciou, na manhã desta quinta-feira (18), durante Sessão Ordinária, 113 matérias como parte da Ordem do Dia. Foram quatro 4 Projetos de Lei e 92 Requerimentos.

Os parlamentares aprovaram, por unanimidade, o Projeto de Lei nº 416/2015, de autoria do deputado Anísio Maia, que dispõe sobre a presença de doulas durante o pré-natal, trabalho de parto, parto e pós-parto imediato nas maternidades da rede Pública e Privada do estado da Paraíba.

De acordo com o autor da matéria, o deputado Anísio Maia, o objetivo é estimular a realização de partos naturais e abre espaço para que gestantes que desejam ter acesso a este tipo de serviço possam ser acompanhadas pelas doulas.

 

“É um parto saudável, sem uso de medicamentos, sem intervenções cirúrgicas, onde quem vai ganhar, além da parturiente, é o próprio filho, que nascerá de forma saudável”, disse o parlamentar. Ainda segundo Anísio, a aprovação da proposta é de extrema importância também para a saúde pública.

O deputado Frei Anastácio também ressaltou que a aprovação da matéria trará benefícios às parturientes em todo o Estado.

“Nós sabemos a importância que tem o pós-parto quando há a figura das doulas. A maternidade Cândida Vargas tem algumas pessoas que prestam este serviço de suma importância principalmente para as mães quando vão ter o seu primeiro filho. Então, o deputado Anísio Maia está de parabéns e esta Casa também ao aprovar este projeto”, declarou o parlamentar.

alpb

 

O deputado Edmilson Soares também parabenizou Anísio Maia pela elaboração da matéria. “Nada mais saudável do que um parto natural. Esse trabalho que é feito pelas doulas com as mulheres que ganharão neném, ou seja, através da respiração, de exercícios é muito importante. Portanto, está de parabéns o deputado Anísio Maia”, afirmou Edmilson Soares.

O projeto segue agora para ser sancionado pelo governador Ricardo Coutinho.

 

 

 

 

Assessoria