Assembleia aprova criação da medalha “Mérito Empresarial” e outras 96 matérias

Assembleia aprova criação da medalha “Mérito Empresarial” e outras 96 matérias

A Assembleia Legislativa da Paraíba aprovou na sessão ordinária desta quarta-feira (6), 97 matérias, incluindo um projeto de resolução, três projetos de lei, três redações finais, realização de duas sessões especiais e 88 requerimentos aprovados. O destaque foi o projeto de resolução que cria a Medalha do Mérito Empresarial “José de Paiva Gadelha”. A partir de agora, a Casa de Epitácio Pessoa homenageará empreendedores e empreendedoras de destaque na Paraíba, pessoas que contribuíram e contribuem com o desenvolvimento econômico do Estado.

Para o presidente da Assembleia, Adriano Galdino, a aprovação da Medalha “José de Paiva Gadelha” é motivo de muita satisfação para os parlamentares, principalmente, para o deputado Renato Gadelha, filho do homenageado. O presidente declarou que José Gadelha é merecedor, pois se trata de um homem avançado para o seu tempo. “Ele merece todos os méritos e a Assembleia reconhece isso, através dessa medalha, o grande homem que foi José Gadelha”.

A autora da homenagem ao empresário José de Paiva Gadelha, deputada Camila Toscano, afirmou que o homenageado que completaria 100 anos no próximo dia 11 de abril, e que “teve grandeza, foi muito importante para o nosso Sertão, para Campina Grande, e a medalha vem para a partir de agora homenagear todos os grandes empresários da nossa Paraíba que se destacam nacionalmente e até mundialmente”.

O deputado Renato Gadelha, filho do homenageado, agradeceu a Camila Toscano pela iniciativa e aos demais parlamentares pela aprovação da criação da medalha. “Meu pai foi realmente um empresário ousado, vice-presidente da Federação das Indústrias da Paraíba por muitos anos; o terceiro maior contribuinte do ICMS na sua época. No entanto, ele teve o discernimento em ver que o mais importante era a educação e não o dinheiro”, destacou.

Diversos deputados utilizaram a tribuna para destacar o perfil empreendedor do empresário José de Paiva Gadelha e confirmar voto favorável à criação da medalha.

Ainda foi aprovada sessão especial para discutir sobre os trabalhos de combate ao avanço do mosquito transmissor do Zika Vírus, bem como ações realizadas pela gerência de epidemiologia em conjunto com os agentes de endemias na Paraíba. Essa propositura de autoria de Ricardo Barbosa.

De autoria da deputada Estela Bezerra, foi aprovado o requerimento para sessão especial alusiva ao Dia Mundial de Conscientização do Autismo, que é comemorado no dia 2 de abril. Foi aprovado ainda o projeto de lei que cria o Cadastro Estadual de Portadores de Necessidades Especiais na Paraíba, de autoria do deputado Charles Camaraense.

Aprovadas ainda, após inclusão de pauta, dois pedidos de audiência pública para debater a questão do Hospital Ortotrauma de Mangabeira e a saúde do trabalhador, requerimentos dos deputados Ricardo Barbosa e Anísio Maia, respectivamente.

Patrimônio imaterial - Na área cultural foi aprovado como patrimônio imaterial do Estado da Paraíba o “Cordel do Pavão Misterioso”, de autoria do poeta popular, cantador, carpinteiro e xilógrafo, José Camelo de Melo Resende. O autor do Cordel nasceu aos 20 de abril de 1885, e residiu no Sítio Pedro Vieira, zona rural de Pilõezinhos, tendo falecido em Rio Tinto aos 28 de outubro de 1964.

Na justificativa do projeto Hervázio Bezerra revela que ”a obra “Pavão Misterioso” é conhecida internacionalmente, sendo inclusive tema de uma novela da Rede Globo reproduzida em vários países”, disse.

 

 

 

 

Assesoria