Assassina da máfia mexicna revela crueldades até com cadáveres

Assassina da máfia mexicna revela crueldades até com cadáveres

Uma coisa é fato: o cartel mexicano é, de longe, um dos mais violentos do mundo. As táticas para apavorar seus inimigos são mundialmente conhecida — e temidas. Mas uma nova revelação conseguiu chocar ainda mais as pessoas.

A responsável por tal choque é uma mulher conhecida apenas como Juana “La Peque”. O nome pode ser singelo, mas os níveis de crueldade dessa criminosa impressionam até quem já é calejado nessa área.

Juana é uma matadora profissional associada ao cartel Zetas, que é formado em sua maioria por ex-militares. Ela aparece nas poucas fotos suas que existem com bonés e outras referências ao grupo. Mas seu tratamento às vítimas — principalmente aquelas que já morreram — é o que chama a atenção.

De acordo com o inglês The Sun, Juana confessou que faz sexo com cadáveres decapitados. Além disso, afirmou que já bebeu o sangue de alguns mortos e se banhou com o de alguns outros. Macabro.

Mais bizarro ainda é que, relata o Sun, ela não tinha qualquer pudor com os mortos. Se eles estavam decapitados, ela confessou já ter usado apenas a cabeça deles para obter prazer.

Não a toa, ela foi uma das criminosas mais caçadas do México. Atualmente, ela aguarda em uma prisão na Baixa Califórnia por sua sentença. Ela é acusada de múltiplos assassinatos a lado do Zetas.

Yahoo