Aspas lamenta assalto à sede da PGE e reclama de insegurança

Aspas lamenta assalto à sede da PGE e reclama de insegurança

A diretoria da Associação dos Procuradores do Estado da Paraíba (Aspas) lamentou o arrombamento à sede da Procuradoria Geral do Estado (PGE), ocorrida neste sábado (23). A Aspas informa que alertou sobre os problemas ocorridos no prédio que abriga o órgão, localizado na avenida João Machado, no Centro da Capital. 

A nova sede da Aspas foi inaugurada em fevereiro de 2014. Segundo a Associação, o local é considerado um ambiente inseguro para os procuradores do Estado, para os assessores jurídicos e para os servidores da casa. "Além disso, sua estrutura nunca atendeu de forma adequada ao trabalho dos membros da PGE, além de ser uma área menor do que o antigo prédio interditado, localizado na avenida Epitácio Pessoa, sem espaço para auditório e com raras vagas de estacionamento", diz a diretoria.

O arrombamento à sede da PGE ocorreu na madrugada, mas o crime só foi percebido e a Polícia Militar notificada no início da tarde. De acordo com informações divulgadas pela imprensa local, os bandidos violaram uma janela e uma porta do prédio. Eles deixaram as salas reviradas e documentos espalhados pelos ambientes internos. Alguns equipamentos eletrônicos, a exemplo de TVs de LCD e computadores, teriam sido furtados.

 

 

 

 

 

Parlamento PB