Aqui não, França! Brasil vence rivais também no vôlei, espanta fantasma e vai às quartas

Aqui não, França! Brasil vence rivais também no vôlei, espanta fantasma e vai às quartas

O Brasil não costuma ter boas recordações de jogos com a França - que o digam Zico, Ronaldo e Roberto Carlos. Mas aqui é Rio de Janeiro, aqui é a casa brasileira. A história é outra. No mesmo dia em que Thiago Braz superou um francês para levar um ouro histórico e surpreendente no salto com vara, o vôlei masculino não poderia fazer feio. E não fez! Venceu os rivais por 3 sets a 1 (25-22, 22-26, 25-20 e 25-23) e se garantiu nas quartas de final.

De quebra, ainda eliminou os próprios franceses da própria fase da competição.

Afinal de contas, o jogo era de vida ou morte para qualquer uma das equipes. Com a vitória do Canadá sobre a Itália minutos antes, Brasil e França já entraram em quadra sabendo que quem perdesse seria eliminado precocemente ainda na primeira fase da Olimpíada.

Por isso, o jogo foi tenso do começo ao fim. Foram raríssimos os momentos em que uma seleção conseguiu abrir uma vantagem de mais de três pontos.

O Brasil contou com o apoio da torcida. E o ginásio do Maranãzinho não decepcionou, indo junto com o time nos momentos mais tensos.

Em quadra, o destaque foi Wallace. Com 21 pontos, ele foi o principal jogador do Brasil. 

Classificado, o Brasil agora vira a página depois da primeira fase decepcionante. E tem que fazer isso rapidamente. Afinal de contas, ficou apenas com o quarto lugar e terá a Argentina, líder da outra chave, pela frente nas quartas de final. O duelo acontece já na quarta-feira.

 

 

MSN