Após reações negativas e ouvir ministros do seu governo, presidente Dilma desiste de recriar a CPMF

Após reações negativas e ouvir ministros do seu governo, presidente Dilma desiste de recriar a CPMF

A presidente Dilma Rousseff, em reunião na tarde deste sábado (29), desistiu de recriar a CPMF, pelo menos neste momento. A avaliação é que o governo não teria capital político para aprovar a nova CPMF no Congresso e, caso insistisse, sofreria uma derrota expressiva.

Diante disso, Dilma decidiu deixar para um segundo momento uma nova proposta para o financiamento da saúde. Conforme o Blog antecipou, a presidente tinha dúvidas em relação à proposta da equipe econômica e apresentava resistências à criação de um novo imposto neste momento.

Auxiliares políticos da presidente também avaliavam que era um erro insistir nesta proposta.

Ainda neste fim de semana, os ministros que integram a junta orçamentária devem fazer nova reunião para fechar o projeto do Orçamento de 2016, que deve ser apresentado ao Congresso Nacional até segunda-feira (31).

Na noite deste sábado, Dilma faz uma segunda reunião, também no Palácio da Alvorada, com os ministros Nelson Barbosa (Planejamento), Aloizio Mercadante (Casa Civil) e, agora, também com Joaquim Levy (Fazenda). Na parte da tarde, Levy não participou.

 

 

 

G1