Após encontro com Dilma, Aguinaldo Ribeiro poderá ser o candidato a governador pelo 'Blocão' e liberar bases

Após encontro com Dilma, Aguinaldo Ribeiro poderá ser o candidato a governador pelo 'Blocão' e liberar bases
Parece que o bloco formado pelo PT-PP e PSC terá mesmo candidato a governador e a Paraíba, neste caso, viverá uma disputa bastante acirrada com concorrentes bem estruturados pra guerra. Depois de participar de uma reunião, neste sábado (30), com a presidente Dilma, junto com a cúpula nacional do PP, o partido garantiu-lhe apoio à reeleição e um robusto palanque na Paraíba. Este palanque terá como candidato a governador o ministro Aguinaldo Ribeiro (PP).  
 
Em verdade, os sinais apontam pra isso. A presidente delegou à Aguinaldo o comando de praticamente todos os atos de entrega de benefícios aos municípios paraibanos, a exemplo da entrega de carros-pipa nesta segunda-feira (2). As solenidades numa constante do ministro na Paraíba evidenciam agenda de candidato.
E hoje o próprio senador Vitalzinho já coloca o ministro como candidato. E olhe que a cúpula nacional do PMDB, via Vitalzinho, colocou a faca no pescoço de Dilma cobrando reciprocidade do apoio do PT ao PMDB na Paraíba, em reunião também ocorrida ontem só que antes da presidente se reunir com o PP. Porém, a moeda de troca do PP tem mais simpatia da nova cúpula estadual dos petista, via prefeito Luciano Cartaxo (João Pessoa).
É que no caso de Aguinaldo, que deixa o ministério em janeiro, ser anunciado mesmo como o nome do bloco para a disputa ao Governo do Estado, suas bases seriam liberadas para assegurar a reeleição do deputado Leonardo Gadelha (PSC) e a eleição à deputado federal de Lucélio Cartaxo (PP), irmão de Luciano. Quem coloca a manobra na mesa é o marqueteiro Dércio Alcântara, que trabalha para o senador Vitalzinho. 
Assim o confronto eleitoral de 2014 surgiria com concorrentes de peso: Ricardo Coutinho (PSB), Veneziano (PMDB) e Aguinaldo (PP-Blocão). Restando ainda a definição do senador Cássio, que só traria fato novo em sendo candidato também. A irmã de Aguinaldo, a deputada estadual Daniella Ribeiro (PP) concorreria à reeleição. E essa candidatura de Aguinaldo além de garantir o segundo turno possibilita ao PT fazer pela primeira vez dois deputados federais, reelegendo Luiz Couto e elegendo Lucélio Cartaxo.
O Governo Federal assegura a estrutura necessária pra Aguinaldo brigar de igual pra igual. Expectativas dão conta de que o nome dele será confirmado nas próximas semanas. Aguardemos.