Após derrota, Rosso manifesta apoio a Rodrigo Maia e ao governo Temer

Após derrota, Rosso manifesta apoio a Rodrigo Maia e ao governo Temer

Após perder em segundo turno a eleição para a presidência da Câmara, o deputado Rogério Rosso (PSD-DF) afirmou na madrugada desta quinta-feira (14) que dará apoio ao deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), escolhido para comandar a Casa.

Candidato da antiga oposição, formada por PSDB, DEM, PPS e SD, Rodrigo Maia venceu a eleição com 258 votos, contra 170 de Rogério Rosso.

O deputado do PSD era o principal candidato do chamado “Centrão”, grupo de partidos de centro-direita que eram da base de apoio da presidente afastada, Dilma Rousseff, e que passaram a defender o impeachment da petista.

No entanto, após o resultado do primeiro turno, Maia ganhou força e conseguiu votos tanto de legendas do “Centrão”, quanto de partidos da nova oposição, como PDT e PC do B.

“A partir de agora, é uma nova história para a Câmara e quero ajudar Rodrigo a construir essa história e resgatar a imagem do parlamento. Vou ajudar, dar apoio. A Casa agora é uma só. Somos parte da mesma base de apoio. Vamos apoiar o governo Temer. Foi um embate bom”, afirmou Rogério Rosso.

O deputado do PSD está no primeiro mandato e afirmou que tinha “consciência” da vantagem de Rodrigo Maia, que cumpre o quinto mandato.

“Tinha consciência de que ele tinha vantagem. A Casa ganha, ele é um deputado experiente”, disse Rosso.

Na votação em primeiro turno, o deputado Marcelo Castro (PMDB-PI), candidato preferido da atual oposição, que reúne PT, PDT e PC do B, ficou em terceiro lugar.

Ele demonstrou irritação com o resultado e disse ao G1 que não daria entrevista porque estava com “a cabeça quente”.

“Eu estou com a cabeça quente. Então resolvi que não vou falar hoje. Só vou falar amanhã. Estou com a cabeça quente, com a cabeça quente”, afirmou.

 

 

 

 

 

G1