Após críticas de Anastácio, Anísio minimiza declarações: ‘ele não representa a opinião do partido’

Após críticas de Anastácio, Anísio minimiza declarações: ‘ele não representa a opinião do partido’

O deputado estadual Frei Anastácio (PT) afirmou em entrevista ao Sistema Arapuan de Comunicação nesta segunda (19) que não acredita na manutenção da aliança PT/PSB e tem convicção que a união dos partidos não vai continuar. Em contrapartida, o colega de partido e bancada, deputado Anísio Maia, minimizou as declarações e disse que Anastácio não representa a opinião do PT.

Para Anastácio, o PSB vem dando sinais de que não não continuará a aliança e ele afirmou que tem convicção pelas declarações e evidências. Anastácio foi mais longe e polemizou afirmando que Coutinho “apenas guardou a chibata, mas pode usá-la a qualquer momento”.

Ele afirmou que a aliança PT/PSB foi pontual e correta, mas garantiu não ter dúvidas de que o PSB terá candidato próprio em 2016, assim como o PMDB e outros partidos também poderão ter. 

Já o deputado Anísio minimizou as declarações de Anastácio, apontando que a opinião do deputado não representa a opinião do partido. Ele convocou o deputado "que está ausente do PT há muito tempo" para participar das reuniõe do partido. 

Para Anísio, Anastácio está realizando um trabalho paralelo "que não é bom para quem tem tradição política como a dele, de debates, ouvir o coletivo...". Ele destacou que o PT em sua "grandessíssima maioria" está integrado no governo, discutindo propostas grandes e relevantes. 

"Ontem tivemos um ótimo diálogo com o Secretário de Planejamento do Govern, onde muitas ideias do PT foram contempladas e acatadas pelo secretário. Ele está vendo fantasmas, tem que deixar a pequena política, o pequeno debate, o disse-me-disse, do ouvi falar...", diz. 

Maia destacou ainda que Anastácio, no momento, não representa o PT, tampouco a minoria do PT, 'porque hoje ele nem minoria é'. "Está uma espécie de político desgarrado e pela tradição, é deputado de muita luta, engajado nos movimentos sociais, é hora de voltar para o PT, porque termina perdendo suas lideranças", conta.  

O deputado reclamou ainda que, assim como ele, Anastácio foi eleito com votos do PT e não só pelo próprio esforço individual exclusivamente. "Ele tome cuidado para não ficar na contramão da história da Paraíba. Vou procurar na quinta (22), vai ter outra reunião e vou insistir que ele vá debater conosco e se convencer que o PT está correto na sua política. Nossas propostas estão sendo encaminhadas ao governo e sendo acatadas", finaliza.

 
 


Marília Domingues / Anderson Soares