Após crise com Veneziano, filiados ao PMDB ‘pedem para sair’ da sigla

Após crise com Veneziano, filiados ao PMDB ‘pedem para sair’ da sigla

O presidente do Diretório Municipal do PMDB em São Bento, vereador Francivaldo Silva de Araújo, o Nenar, informou, nesta quarta-feira (22), que integrantes do partido na ‘Terra das Redes’ estão pedido desfiliação da legenda.

De acordo com Nenar, existem cerca de 100 pedidos informais de desfiliação após crise política envolvendo o PMDB paraibano no primeiro turno das eleições estaduais, quando muitos filiados abriram dissidência da legenda.

No entanto, o dirigente partidário explicou que a crise se agravou após fala do deputado federal eleito, Veneziano Vital do Rêgo (PMDB), atacando militantes da legenda durante vista a cidade. Os peemedebistas teriam sido chamados pelo ex-prefeito de Campina Grande de “traidores”.

“A insatisfação dos peemedebistas sãobentenses se intensificou após a vinda de Veneziano Vital do Rego à São Bento, na última segunda-feira (20) e quando ele chamou os integrantes da sigla no município de traidores”, relatou o ex-vereador.

Nenar disse que não vai oficializar nenhuma desfiliação por enquanto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB). Ele alega que as justificativas dos pedidos é mágoa por causa das adesões dos principais componentes da cúpula da legenda à candidatura de reeleição do governador Ricardo Coutinho (PSB).

O parlamentar conta que está conversando com filiados insatisfeitos, tentando convencê-los a se manterem integrados ao partido, pelo menos até o fim do 2º turno das eleições.

Nenar rebateu os ataques de Veneziano e foi taxativo ao afirmar que “traidores” foram o senador eleito, Zé Maranhão, Veneziano e Vital do Rêgo, a seguirem com a candidatura do socialista.


Roberto Targino 

com informações de Leomarques Pereira, em São Bento