Após aprovação no Senado, Câmara derruba limite a pesquisas eleitorais

Após aprovação no Senado, Câmara derruba limite a pesquisas eleitorais

A Câmara dos Deputados derrubou nesta quarta-feira (09/09) a medida aprovada pelo Senado Federal que criava restrições para a contratação de Institutos de Pesquisas Eleitorais pelos meios de comunicação.

O texto aprovado pelos senadores trazia que veículos de comunicação não poderiam contratar pesquisas deempresas que tivessem prestado serviços até um ano antes da eleição para algum candidato ou partido. Segundo os defensores da medida, a aprovação objetivava evitar pesquisas viciadas e fazer com que os Institutos tomassem um lado, ou o da comunicação ou dos políticos e governos.

A proposta foi bastante criticada por órgãos e meios de comunicação após a sua aprovação, sendo vista como um "retrocesso" que visava limitar o acesso da população às pesquisas, impedir a liberdade de imprensa e monopolizar oconhecimento sobre os resultados aos partidos.

Segundo o site UOL, na Câmara, o tema não chegou a ser discutido. O texto foi rejeitado dentro do relatório da minirreforma onde o delator, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), recomendou a não aprovação da proposta, que foi aceita pelos deputados.

Esta foi a última votação da Câmara sobre o projeto da minirreforma eleitoral. O texto segue agora para a sanção da presidente Dilma.

 

 

 

 

180 Graus