Após aprovação, CBF quer usar vídeo para ajudar arbitragem

Após aprovação, CBF quer usar vídeo para ajudar arbitragem

A International Football Association Board (Ifab), entidade que regulamenta as leis do futebol, aprovou neste sábado (5) a realização de testes para o uso de vídeo para auxiliar a arbitragem em lances duvidosos no esporte.

Foi dado como limite para começar os experimentos o início da temporada europeia de 2017/2018, em agosto de 2017, mas a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) espera que possa implementar o sistema já a partir de agosto deste ano, em jogos da Série A do Brasileiro. Os testes devem durar até dois anos.

“Serão necessários cinco meses, a partir de agora, de pré-testes e de treinamento dos técnicos e assistentes. Acreditamos que poderemos usar ainda este ano, no segundo semestre”, disse o chefe do departamento de arbitragem da CBF, Sérgio Corrêa.

A decisão foi considerada histórica por membros do Ifab e da Fifa até porque outras mudanças foram anunciadas, como evitar que o jogador que sofra falta precise deixar o campo para ser atendido caso o infrator tenha recebido cartões amarelo ou vermelho. As regras que não precisam de testes já valem a partir de 1° de junho de 2016.

A reunião, realizada em Cardiff, no País de Gales, contou com a presença do suíço Gianni Infantino, eleito há nove dias presidente da Fifa

“Temos que mostrar que estamos escutando os torcedores, os jogadores e o futebol. Estamos ouvindo o futebol e aplicando o senso comum”, disse Infantino.

 

 

 

 

Uol