Após apresentar documentos falsos para tratar chikungunya, PM prende suspeito de vários assassinados em JP

Após apresentar documentos falsos para tratar chikungunya, PM prende suspeito de vários assassinados em JP

A Polícia Militar prendeu, na tarde deste sábado (9), no bairro de Manaíra, na Capital, Marivaldo Marques Pereira da Silva, de 38 anos, apontado como autor de vários assassinatos no bairro de Mandacaru. Contra ele tinham dois mandados de prisão em aberto.

O suspeito foi preso dentro da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro de Manaíra, onde apresentou documentos falsos para ser atendido, já que apresentava sintomas de chikungunya. Os policiais receberam a informação de que ele estava no local e reconheceram o acusado ainda na sala de triagem.

De acordo com o sargento Vinícius Gama, da 4ª Companhia do 1º Batalhão, Marivaldo era um dos criminosos mais procurados do bairro de Mandacaru. “Ele é apontado como autor de uma tentativa de homicídio contra um cabo de nossa companhia que realizava rondas na comunidade Beco de Zé Borges, em janeiro deste ano, e suspeito também de vários assassinatos, inclusive tem ligação com criminosos do bairro do Renascer II, em Cabedelo, do bando do criminoso Chapola”, disse.

Após ser preso, o suspeito entregou aos policiais 97 pedras de crack, uma pistola calibre 380 e 12 munições que ele estava guardando em uma casa, em Mandacaru. Marivaldo Marques foi apresentado na Central de Polícia Civil, no bairro do Geisel.

 

 

 

 

Secom PB