Após 132 dias parados, professores da UFPB decidem retomar as atividades na próxima terça

Após 132 dias parados, professores da UFPB decidem retomar as atividades na próxima terça

Depois de 132 parados, Os professores da Universidade Federal da Paraíba decidiram encerrar a greve que. A decisão foi tomada nesta terça-feira (6), após uma assembleia realizada no Centro de Vivências da UFPB, no Campus de João Pessoa. As aulas devem ser retomadas na próxima terça-feira (13).A paralisação começou no dia 28 de maio e deixou cerca de 40 mil alunos sem aulas.

o governo apresentou uma proposta de reajuste de 5,5% que será aplicado em agosto de 2016 e 5% em janeiro de 2017. Além disso, algumas gratificações serão reajustadas como auxilio-creche, alimentação e saúde. Esse percentual está incorporado ao salário.

Durante a assembleia, apenas dois votos foram dados contra o fim da paralisação e duas abstenções. Segundo a assessoria de imprensa da Adufpb, uma nova assembleia vai ser agendada para reavaliar a greve. Além disso, o órgão informou que os professores aprovaram também uma sugestão de diretrizes para serem sugeridas ao Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) para o retorno às aulas.

Ao longo do movimento, o Governo Federal implementou um conjunto de medidas que tem agravado ainda mais as precárias condições de trabalho nas universidades públicas. Os cortes anunciados desde o início do ano, que atingiram a educação pública brasileira com perdas de mais de R$ 11 bilhões, prejudicaram o desenvolvimento de atividades de ensino, pesquisa e extensão em todo o país, sendo seguidos por mais um ataque aos direitos dos trabalhadores com a Agenda Brasil e coroados com o último anúncio de cortes no orçamento de 2016.

 

 

 

Paraíba.com.br