Apesar da maioria governista, Hervázio diz que 'Votações dependem da boa vontade da Oposição'

Apesar da maioria governista, Hervázio diz que 'Votações dependem da boa vontade da Oposição'

A pressa em fazer funcionar a Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) da Assembleia Legislativa, segundo o deputado estadual e líder da bancada Governista na Casa, Hervázio Bezerra (PSB), tem um motivo.

“O governo está engessado. Foi uma maldade o que a antiga mesa diretora da Casa fez. Por isso estamos tentando ter celeridade nas votações da CCJ”, explicou.

Na busca por esta celeridade, a presidente da CCJ, deputada Estela Bezerra (PSB), acabou provocando uma certa confusão com seus colegas. Uma confusão que, segundo Hervázio, foi superestimada.

“Ontem de tarde a deputada pediu que os seus colegas chegassem às 9h na Assembleia. Ela mandou mensagem para os deputados pelo celular para antecipar a reunião que aconteceria nesta tarde, e isso gerou certa confusão entre os parlamentares”, explicou.

 

A dúvida é porque existia uma convocação formal aos parlamentares. “Acabou havendo um pedido para antecipar. Honestamente, digo que não vi nenhum problema com relação a este fato”, disse o parlamentar.

Um dos questionamentos dos membros da bancada de Oposição na Casa, foi que não havia como votar os vetos em um tempo tão reduzido, já que o pequeno expediente da Assembleia começa às 9h30. Mas Hervázio disse que era possível votar questões menos polêmicas no horário.

“No reduzido espaço de tempo a gente teria como votar entre três e quatro matérias. Nada muito polêmico. Não há nenhum problema pois continuaríamos o trabalho na parte da tarde. A pauta não é tão extensa. No máximo, dependemos da motivação e do desejo da Oposição em fazer estas votações acontecerem”, concluiu.

 
 


João Thiago