Ao menos seis candidatos foram mortos durante campanha; PB registra vários casos de violência

Ao menos seis candidatos foram mortos durante campanha; PB registra vários casos de violência

Ao menos seis candidatos já foram mortos durante a campanha eleitoral no Brasil. Nessa quarta-feira (28), um atirador matou José Gomes da Rocha (PTB), candidato à prefeitura de Itumbiara, e feriu o vice-governador de Goiás, José Eliton (PSDB), durante uma carreata na cidade, que fica a cerca de 190 quilômetros da capital, Goiânia.

Eliton foi atingido na barriga e levado para um hospital da região, onde passou por cirurgia. Ele foi transferido para o Hospital de Urgências Doutor Otávio Lage de Siqueira (Hugol), em Goiânia, em uma UTI aérea, que chegou ao local por volta das 22h30.

Em nota, o governo de Goiás informou que Eliton não corre risco de morrer.

Alguns dias antes, o presidente da Portela e candidato a vereador no Rio de Janeiro pelo PP, Marcos Vieira de Souza, conhecido como Marcos Falcon, foi assassinado a tiros na segunda-feira (26) no subúrbio da capital fluminense, em Campinho, durante um comício em frente ao comitê de campanha dele. A Polícia Civil investiga quem foi o autor dos disparos.

Ainda no Rio, um candidato a vereador de Itaboraí foi morto no último domingo (25) durante uma caminhada política na cidade da Região Metropolitana da cidade. José Ricardo Guimarães, conhecido como Capitão Guimarães (PTC), era policial militar da reserva.

Ele também era coordenador de campanha do atual prefeito e candidato a reeleição, Helil Cardozo, do PMDB.

No começo desta semana, no Rio Grande do Norte, o vereador candidato à reeleição Manoel Clementino do Carmo (PMDB) foi morto a tiros durante uma carreata política na cidade de Serrinha dos Pintos. Policial militar da reserva tinha 56 anos. Um homem abriu fogo contra a multidão, matando o vereador.

No início do mês, o vereador José Cláudio Carvalho Borges (PSDB) foi morto enquanto participava de um comício, na cidade de Barra, na Bahia. Os atiradores estavam de moto quando efetuaram os disparos e estão foragidos.

Já em agosto, o candidato a vereador no Guarujá, litoral de São Paulo, Cerciran dos Santos Alves (PSDB), foi assassinado com vários tiros perto do seu comitê de campanha. Conhecido como Celso do Transporte, ele morreu dentro do carro dele.

 


Na Paraíba

Conde – Um jovem que participava de um comíssio do PMDB foi assassinado durante uma confusão no evento na região de Gurugi.

Mari – O candidato à reeleição pela Prefeitura de Mari, Marcos Martins (PSB), sofreu uma tentativa de homicídio, na noite desta quarta-feira (28), durante uma atividade de campanha na cidade.

De acordo com informações repassadas ao blog do Anderson Soares, um homem armado com uma faca peixeira tentou atingir o candidato, mas foi interceptado pelos segurança de Marcus. O acusado foi preso e não quis falar com a imprensa.

Na cidade, o que se cometa é que a tentativa de homicídio tenha motivações políticas, mas a polícia preferiu se aprofundar nas investigações para descobrir os reais motivos do crime.

Na terça (27), em São José de Caiana, um candidato a vice-prefeito foi vítima de uma emboscada e tentativa de homicídio quanto iria visitar um sítio durante atividades de campanha. Não houve feridos durante a ação, mas o carro dirigido pela vítima ficou crivado de balas.

São José de Caiana – De acordo com informações de Alan Richers, filho do atual vice-prefeito da cidade de São José de Caiana, José Alcides, candidato a vice-prefeito, Manoel Moleque, estavam no veículo, quando foram vítimas de uma emboscada no Sítio Condado.

Eles foram surpreendidos por dois homens vestidos com jaquetas e capacetes, e logo em seguida avistaram uma moto que os perseguia enquanto o 'garupa' atirava. Após os disparos os homens seguiram em destino ignorado e as vítimas ainda assustadas abandonaram o veículo e saíram em direção ao mato.

Apesar da quantidade de disparos de arma de fogo os dois ocupantes do carro saíram ilesos.

Juripiranpa – Um idoso de 75 anos, identificado como Severino José Nascimento, foi baleado com um tiro, quando participava de um comício na cidade. 

 

 


Paraíba.com com Band