Ao falar de impeachment, Dilma diz que democracia no país é adolescente

Ao falar de impeachment, Dilma diz que democracia no país é adolescente

A presidente Dilma Rousseff afirmou em entrevista à emissora norte-americana CNN que é preciso ter cuidado com a questão do impeachment, porque a democracia no Brasil, segundo ela, ainda está na adolescência. A entrevista que Dilma deu para o jornalista Fareed Zakaria fo gravada no dia 25 de setembro e exibida neste domingo (25), um mês depois.

A entrevista durou cerca de cinco minutos. Na última pergunta, o jornalista abordou o fato de haver pedidos de impeachment contra a presidente. 

"Temos que ter cuidados com essa questão por uma razão", respondeu Dilma. "Nossa democracia ainda está em sua adolescência", completou a presidente.

Ela disse ainda que as eleições do ano passado foram muito conflituosas e que a disputa entre os adversários não se encerrou com o fim do pleito. Dilma ressaltou que "o grande problema com aqueles que querem o meu impeachment é a falta de motivação".

O entrevistador abordou também as dificuldades pelas quais passa a economia brasileira. Ele citou a perda do grau de investimento pela agência Standard & Poor´s e o aumento do desemprego no país. Por fim, questionou Dilma se o Brasil perdeu uma "oportunidade de ouro" de fazer reformas na economia nos anos anteriores em que o cenário foi favorável. Para a presidente, o país não desperdiçou a oportunidade.

"Não perdemos essa oportunidade. O maior valor que nós conquistamos nesse período foi transformar o Brasil numa economia de classe média com um grande mercado consumidor", afirmou Dilma. Ela citou que nos últimos anos 36 milhões de brasileiros deixaram a miséria.

 

 

G1