Anvisa aprova primeira vacina contra a dengue

Anvisa aprova primeira vacina contra a dengue

A Anvisa aprovou o uso da vacina contra dengue desenvolvida pelo laboratório francês Sanofi Pasteur. A imunização protege contra os quatro sorotipos da doença e foi testada em mais de 30 mil pessoas, em 80 países, incluindo o Brasil. Ela poderá ser utilizada por pessoas de 9 a 45 anos. Ainda não há previsão de chegada ao mercado. Segundo o médico e comentarista de saúde da rádio CBN Luis Fernando Correia, a pesquisa para conceber a vacina durou mais de 20 anos.

O Brasil é o terceiro país a aprovar o uso da vacina. O México foi o primeiro e as Filipinas, o segundo. Foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária da comercialização do medicamento. Ainda não há data para o início das vendas. A novidade foi testada em mais de 80 países, em mais de 30 mil pessoas.

A vacina, que tem eficácia contra os quatro tipos da dengue, é produzida em uma fábrica em Lyon, na França, que tem capacidade de desenvolver 100 milhões de doses por ano. Segundo o fabricante, áreas endêmicas terão prioridade. Segundo Luis Fernando Correia, como o Brasil foi um dos primeiros a aprovar a vacina, provavelmente estará na frente.

Esta é a primeira vez na história que será lançada uma vacina contra os quatro tipos da dengue, com proteção em torno de 66%. O grupo brasileiro teve uma resposta maior, mas a média foi influenciada por um grupo da Tailândia que não respondeu bem ao antídoto.

Durante os testes, foi observado que a vacina preveniu a hospitalização em 80% dos casos e diminuiu em 93% a ocorrência da dengue hemorrágica. Ainda não há previsão para o antídoto chegar ao mercado, qual será o preço e se haverá alguma negociação com o governo para subsidiar a vacina.

O Brasil teve mais de 1,5 milhão de casos de dengue até o final de novembro, com mais de 800 mortes.

 

 

 

G1