Ano novo começa com bons concursos e salários atraentes

Ano novo começa com bons concursos e salários atraentes
Embora o novo ministro do Planejamento, Valdir Simão, tenha declarado, no último dia 22, que em 2016 a pasta não prevê a abertura de novos certames, o ano de 2016 começa com boas alternativas de concursos públicos. Um gás a mais para os concurseiros que sonham em ingressar no funcionalismo e adquirir a tão sonhada estabilidade profissional. 
 
Uma das seleções é a da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), que lançou novo concurso para professor efetivo. São oferecidas 14 vagas para a classe adjunto (titulação mínima de livre-docente ou doutor), distribuídas no campus Recife e no Centro Acadêmico do Agreste (CAA), em Caruaru. Os regimes de trabalho são de dedicação exclusiva, 40 horas e 20 horas, a depender da vaga. As remunerações variam entre R$ 8.679,64, R$ 5.236,48 e R$ 3.025,68.
 
As inscrições começam na próxima segunda-feira e seguem até o dia 2 de fevereiro. O edital do concurso já está disponível no site da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas e Qualidade de Vida (Progepe) - www.ufpe.br/progepe. No campus Recife, são ofertadas 13 vagas. Uma delas é para o Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH) e 12 para o Centro de Ciências da Saúde (CCS). No campus Agreste, há uma vaga para o Núcleo de Design. O prazo de validade do concurso será de um ano, contado a partir da data da publicação da homologação do resultado final no Diário Oficial da União (DOU), podendo ser prorrogado por igual período.
 
A inscrição deve ser feita na diretoria do centro acadêmico que oferece a vaga, de segunda a sexta-feira, nos horários indicados no Anexo 1 do edital do concurso. Será admitida a inscrição por procuração, em instrumento público ou particular, e por via postal. A taxa de inscrição tem valor de R$ 215,99 e deverá ser paga por meio de Guia de Recolhimento da União (GRU), disponível no site da Progepe. A isenção da taxa será concedida aos candidatos que comprovarem insuficiência de recursos, conforme estabelece o Decreto n° 6.593/2008.
 
As atribuições do cargo são: atividades pertinentes à docência de nível superior na área do concurso e participação nas atividades de pesquisa, extensão e administração da UFPE, com lotação no campus, centro acadêmico e departamento ou núcleo para o qual o candidato prestar o concurso, obedecidos os horários de funcionamento do respectivo campus, centro acadêmico e departamento ou núcleo. O concurso constará de prova escrita; prova didática e/ou didático-prática e/ou defesa de Memorial; e julgamento de títulos. As provas serão realizadas no prazo de até 120 dias a contar da data de encerramento das inscrições, em local, datas e horários previstos no cronograma do concurso, que será divulgado na secretaria do departamento ou núcleo que oferece a vaga e no site da Progepe, com antecedência mínima de dez dias da data de seu início.

UFPB - A Universidade Federal da Paraíba (UFB) inicia nesta segunda-feira (4), as inscrições do Concurso Público para 154 vagas do cargo de Técnico-Administrativo em Educação da Instituição. Os candidatos podem se inscrever a partir das 14h através do site www.idecan.org.br. As inscrições seguem até o dia 4 de fevereiro às 23h59min.
 
As taxas de inscrição neste Concurso Público serão de R$ 57,00 (cinquenta e sete reais) para os cargos da Classe E; R$ 42,00 (quarenta e dois reais) para os cargos da Classe D; e, R$ 30,00 (trinta reais) para os cargos da Classe C.
 
A nomeação dos novos servidores visa atender as demandas dos setores acadêmicos e administrativos, reforçando a força de trabalho necessária ao desenvolvimento de suas atividades.
 
O Presidente da Comissão Supervisora do Concurso, Deivysson Harley, adiantou que o número de vagas disponíveis para nomeação deverá aumentar devido a possível liberação de 55 vagas pelo Ministério da Educação. Além disso, a Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas vem atualizando o número de vagas disponíveis por ocorrência de exoneração, falecimento e aposentadoria de servidores. Ainda segundo o Presidente da Comissão, antecedendo as nomeações, será aberto Edital para remoção interna de Técnico-Administrativos.
 
IBGE - O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) também abriu, neste mês de dezembro, dois concursos públicos para diversos cargos de nível superior e médio, com o total de 600 vagas. Os salários vão de R$ 3.319,45 a R$ 9.396,88. São 140 vagas para os cargos de analista de planejamento, gestão e infraestrutura em informações geográficas e estatísticas e de tecnologista em informações geográficas e estatísticas, ambos de nível superior, e 460 para técnico em informações geográficas e estatística, de nível médio. Os editais já estão disponíveis e podem ser consultados no site do Diário Oficial da União.
 
As provas serão aplicadas nos dias 10 e 17 de abril e a taxa de inscrição, que vai de 4 a 28 de janeiro, custa R$ 49, para os cargos de nível médio, e R$ 69 para os interessados numa vaga para nível superior. As vagas são para o Rio de Janeiro, Brasília, Vitória, Belo Horizonte, Cuiabá, Florianópolis, Manaus, Macapá, Belém, Recife, Teresina, Natal, Porto Alegre, São Paulo, Goiânia e Salvador. 
 
INSS - Após muita espera, os concurseiros de todo país já podem se inscrever na seleção pública do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O edital foi lançado no Diário Oficial da União na semana passada e podem concorrer candidatos de nível médio e superior a salários que variam de R$ 4.886,87 e R$ 7.496,09, respectivamente. As oportunidades são para lotação em todo Brasil, sendo 5% reservadas a pessoas com deficiência e 20% para negros.
 
De acordo com o regulamento, o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) é a banca responsável pela aplicação das provas em 15 de maio. Os locais de aplicação deverão ser divulgados em 28 de abril pela examinadora. Os exames serão aplicados em todas as capitais do país.
 
Quem tem graduação em serviço social pode disputar o cargo de analista do seguro social, são 150 oportunidades. Já para nível médio o posto oferecido é o de técnico do seguro social, com 800 chances disponíveis. Quem quiser concorrer pode se inscrever pelo site www.cespe.unb.br/concursos/inss_2015, entre 4 de janeiro a 22 de fevereiro. As taxas vão de R$ 65 a R$ 80. 
 
Polícia Federal - A Polícia Federal também deve abrir uma nova seleção em 2016. Segundo divulgou o site Notícias concursos, o próximo concurso para PF será divulgado em breve e já foi confirmado pelo presidente da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), Carlos Eduardo Miguel Sobral. Segundo o presidente, 500 cargos para delegado estão vagos. “Necessitamos de urgente recomposição do nosso efetivo, para que possamos prestar nossos serviços públicos com qualidade e excelência reconhecidas pela população brasileira”, afirmou Sobral ao portal Notícias Concursos.
 
Para preencher os cargos vagos dos delegados e mais a contratação de 5 mil servidores administrativos, será necessário disponibilização de recursos orçamentários. Para concorrer às vagas, será exigido ensino médio completo e o salário inicial é de R$ 4.185,77. O último concurso realizado pela Polícia Federal foi realizado em 2013, quando foram oferecidas 566 vagas para o setor administrativa. O certame tem validade até junho de 2016, podendo ser prorrogada até junho de 2018.
 
Demais certames - Ao menos 130 certames, entre os já citados, estão com inscrições abertas por todo o país. São mais de 28 mil vagas com salários de até R$ 27,5 mil, como no Ministério Público do Rio de Janeiro, com 38 postos de nível superior em direito. Também foram autorizadas contratações para a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) e para a Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal do Poder Executivo (Funpresp-Exe), este, lançado na semana passada. O concurso da Funpresp, organizado pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), antigo Cespe, tem 62 vagas de superior, além de cadastro reserva. Os salários chegam a R$ 6,2 mil e as inscrições vão até 15 de janeiro.
 
Para participar do processo seletivo da Anac, é preciso se inscrever até 4 de janeiro (próxima segunda-feira), no site da banca organizadora, a Escola de Administração Fazendária (Esaf). Estão em jogo 150 oportunidades, com remunerações até R$ 11 mil. Tão vantajoso quanto o da agência reguladora é o concurso da Ebserh, cujo salário máximo chega a R$ 12 mil. Para concorrer a uma das 951 vagas, as inscrições devem ser feitas até 14 de janeiro, no site do instituto AOCP, organizador do certame.
 
Especialistas - A declaração do ministro do Planejamento foi recebida com incredulidade pelos especialistas. Congelamento de vagas, para eles, é papo furado. “Segurar concursos é uma medida que certamente não vai ser colocada em prática, pois seria ilógica. O Estado não pode parar e, sem servidor, ele não funciona”, disse o diretor pedagógico do Gran Cursos Online, Gabriel Granjeiro. Para ele, no atual cenário de aperto econômico, o governo optou por uma postura de austeridade, “para não parecer que está esbanjando em meio ao aperto”.
 
O advogado especialista em concursos Max Kolbe também vê com reservas as declarações do ministro. “Sempre haverá serviço público, enquanto tiver Estado. Não sei de nenhum ano que ficou sem concursos, porque é inviável, devido à necessidade de pessoal”, declarou. Conforme os funcionários se aposentam, é preciso repor os postos, o que só pode ser feito por meio de seleções públicas.
 
Segundo Granjeiro, do Gran Cursos Online, o cenário atual é similar ao de 2011, quando o Ministério do Planejamento optou por suspender, por “tempo indeterminado”, as nomeações de aprovados e a abertura de editais. “O governo segurou por um tempo, mas logo começou a liberar alguns, a princípio, emergenciais. No decorrer do ano, flexibilizou bastante. O resultado final foi que 2011 fechou com saldo positivo de 20 mil vagas só em âmbito federal”, lembrou Granjeiro. Para ele, é provável que 2016 trilhe o mesmo caminho.
 
Se, de fato, não houver concursos durante o próximo ano, o país enfrentará uma situação difícil em algumas áreas. Um dos gargalos que precisam ser resolvidos está na Polícia Federal (PF), que têm necessidade urgente de reforço nas regiões de fronteiras. O quadro de auditores fiscais da Receita Federal, função que será muito importante para cobrir os rombos nas contas do país nos próximos anos, também necessita de funcionários para otimizar a arrecadação de tributos.
 
A lista não para por aí. “A Polícia Rodoviária Federal vai precisar de mais gente para os jogos olímpicos do ano que vem”, lembrou a diretora executiva da Associação Nacional de Proteção e Apoio aos Concursos (Anpac), Maria Thereza Sombra. O quadro de pessoal das agências reguladoras, segundo ela, já está desfalcado. Por isso, a previsão é que, pelo menos, a Agência Nacional de Águas (Ana), a Agência Brasileira de Inteligência (Abin), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) abram vagas em breve.
 
 
 
 
 
Diário de Pernambuco