Anísio pede o Exército e a Marinha no recadastramento de pescadores

Anísio pede o Exército e a Marinha no recadastramento de pescadores

O deputado estadual Anísio Maia (PT) disse que vai cobrar ao governo federal para que o Exército e a Marinha façam o recadastramento dos pescadores do Norte e Nordeste. Anísio Maia, que defende a suspenção do seguro defeso, disse que a intenção é coibir irregularidades no pagamento de benefícios no período de reprodução nas duas regiões.

"Tem que ser feito pelo Exército e pela Marinha. Caso contrário é apenas um 'faz de conta'. Ainda segundo o deputado, o trabalho deve ser de porta em porta.  "Fiz assim na minha gestão frente a superintendência de Pesca no Estado", revela.

"É um trabalho rápido, eficiente e de baixo custo. Em tempo de crise financeira, nada mais coerente do que combater as fraudes. Além disso, não vai prejudicar os verdadeiro pescadores", argumenta.

Anísio Maia, anteriormente, havia denunciado a existência de 20 mil carteiras de pescadores falsificadas na Paraíba. Ele responsabilizou o ex-superintendente da Pesca no Estado, Samuel Lemos, pela fraude na emissão do documento.

De acordo com Anísio Maia, na Paraíba tem presidente de Colônia de Pescadores ostentando riquezas pelas redes sociais. "É preciso fazer recadastramento para que os verdadeiros pescadores não sejam prejudicados".   

Anísio Maia informou que no próximo dia 28 ele de reunião em Brasília, na sede da Controladoria Geral da União (CGU), com o Ministério Público, com o Ministério da Agricultura para discutir o assunto. "Vou defender que a Federação dos Pescadores da Paraíba o Ministério Público, a Controladoria Geral da União e a Procuradoria Geral da União façam parte do trabalho de recadastramento dos pescadores", informou .      

 

 

 

Click PB