Anísio Maia revela pressão para que o PT aborte chapa ‘puro sangue’

Anísio Maia revela pressão para que o PT aborte chapa ‘puro sangue’

O Partido dos Trabalhadores vem sofrendo pressões internas para que aborte a ideia de lançamento de uma chapa ‘puro sangue’ para disputar a Prefeitura de João Pessoa nas eleições de outubro. A revelação foi feita pelo deputado Anísio Maia (PT), durante o anúncio nesta quarta-feira (05) do nome do empresário Nelson Lira como companheiro de chapa do pré-candidato Charliton Machado a prefeito da Capital.

“Tanto eu quanto o deputado Frei Anastácio estamos sendo pressionados internamente e externamente”, disse Anísio Maia que preferiu não revelar nomes ou setores contrários à formação da chapa Charliton/Lira nas eleições municipais deste ano.

Anísio disse que o momento é de se pensar no fortalecimento das pré-candidaturas do PT à Prefeitura de João Pessoa. “Vamos fazer uma campanha propositiva, de projetos, de ideias, de programa. Vamos lutar pela firmação do PT em João Pessoa”.

Passado o embate político eleitoral, o deputado Anísio Maia garante que vai lutar para que o PT promova intervenções em alguns diretórios municipais. Como exemplo citou os diretórios de Campina Grande, Santa Rita e Cabedelo.

Em Campina Grande, de acordo com Anísio Maia, o diretório se redimiu ao firmar composição com o PSB para disputar a Prefeitura. Segundo ele, a intenção de lançar candidatura própria tinha um único objetivo: beneficiar a reeleição de Romero Rodrigues.

O Petista que defende o expurgo de correligionários pediu que partido realize uma autocrítica frente aos novos desafios. “Temos que mudar a nossa forma  de se organizar e promover intervenção em diretórios que não servem ao propósito  do PT”.

 

 

 

 

 

Click PB