Anísio, diz que Manoel Júnior mudou de opinião em relação a Dilma e admite aliança PT/PMDB na PB

Anísio, diz que Manoel Júnior mudou de opinião em relação a Dilma e admite aliança PT/PMDB na PB

O deputado estadual, Anísio Maia (PT), comentou em entrevista ao Sistema Arapuan de Comunicação nesta quinta-feira (1°),  que o PMDB fez uma análise melhor do governo Dilma, citando o caso do deputado federal, Manoel Júnior e criticou a formação do que ele taxou de “uma frente contra a natureza de forças de direita, reacionárias e antiquadas”.

Para Anísio, há no Brasil um arranjo de forças progressistas populares e outro de direita, reacionária e antiquada. “Aqueles que governaram o Brasil, deixaram o Brasil falido e o presidente Lula tomou a frente e fez o país crescer e distribuir renda. Esse povo quer voltar o Brasil. A direita contra as forças progressistas”, disse.

“No caso da Paraíba, o PSB e o PT estão desse lado das forças progressistas e temos outros partidos do outro lado tentando derrubar a presidente Dilma. Temos que lugar pela continuidade, para sair da crise e não as forças reacionárias para fazer que o Brasil volte ao tempo do atraso, do FMI, onde não tínhamos reserva, o desemprego era maior e tudo o que o povo brasileiro conheceu espero que não queira experimentar novamente”, comentou.

Já sobre a aliança do PSB com o PMDB que se desenha para o próximo ano, o deputado foi questionado sobre quem mudou, pois até pouco tempo atrás, o PMDB foi taxado de oportunista e golpista pelo petista. “Manoel Júnior que defendia a renúncia de Dilma e voltou atrás, explicou que não era esse o mesmo o conteúdo das suas declarações mostrando que o PMDB quer garantir o governo de Dilma, não foi Anísio que mudou, o PMDB está fazendo uma análise melhor e vendo que jogar gasolina nessa conjuntura não é o melhor para ninguém, nem para o povo, nem para o Brasil”, concluiu. 

 

 

 


Marília Domingues / Fernando Braz