Anastácio diz que não vai para bancada de RC, mas garante votar nas matérias de interesse do povo

Anastácio diz que não vai para bancada de RC, mas garante votar nas matérias de interesse do povo

O deputado estadual Frei Anastácio (PT) descartou se incorporar a bancada do governo na Assembleia Legislativa, mas garantiu que vai votar favorável a todas as matérias que forem de interesse e tragam benefícios a população paraibana.

Frei Anastácio revelou ainda que já solicitou a criação de uma Frente Parlamentar da Segurança Pública do Estado. O parlamentar explicou que essa frente será formada não apenas por deputados, mas também por representantes da sociedade civil organizada e terá a missão de discutir a questão da segurança pública na Paraíba.

“Nós não podemos admitir que se mate cerca de 30 pessoas como aconteceu agora na Semana Santa e a gente feche os olhos para um problema tão grave como esse que é a falta de segurança em nosso Estado”, disse o parlamentar.

Portanto, com essa frente, “pretendemos discutir o assunto com responsabilidade e sem paixão convidando as autoridades de segurança pública da Paraíba para discutirmos o assunto e juntos buscarmos uma solução”, destacou.

O petista disse ainda que a intenção da Frente é descobrir os fatores e as causas que estão levando a violência e quais os caminhos para diminuir a incidência de crimes.

Redução Maioridade penal  - O deputado Frei Anastácio disse que é contra a redução da maioridade penal. Para ele, a solução para a redução criminalidade entre os jovens seria uma educação com qualidade e trabalho para os adolescentes, seja no campo ou na cidade.

Ainda segundo o parlamentar os pais desses adolescentes também precisam trabalhar para oferecer uma vida mais digna aos filhos sem a necessidade desses jovens serem obrigados a entrar no mundo da violência e das drogas, muitas vezes, para conseguirem se manter.

Apoio a Cartaxo – Com relação ao Prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, do seu partido, o parlamentar  disse que a administração está sendo bombardeada e que  o prefeito  não tem capacidade ou não está sabendo administrar com as pessoas que o apoiaram.  

“O PT hoje é um partido dividido, essa administração é de apenas um grupo e vamos ver como vai ser as eleições de 2016. Se não cuidar bem a coisa não vai ser boa não”, alertou o parlamentar.

 
 
 


Da redação