“Além da morte de estudante, irmã planejava assaltos”, diz delegado

“Além da morte de estudante, irmã planejava assaltos”, diz delegado

O delegado da Polícia Civil da Paraíba, Aldrovilli Grisi, responsável pelas investigações do assassinato do estudante de Veterinária,  Marco Antônio Filho, 28 anos, dentro de uma padaria da família, localizada no bairro Jardim Luna, em João Pessoa, revelou, durante a apresentação dos acusados, que a irmã da vítima, Maria Celeste, acusada de ser a autora intelectual do crime, também já teria envolvimento com outros crimes, inclusive planejando assaltos.

Segundo a polícia, Celeste mandou mata o irmão, por questões referentes a partilha dos bens da família, após a morte do pai.

As declarações do delegado foram feitas na manhã desta terça-feira (28), durante a apresentação dos acusados de envolvimento no crime na Central de Polícia da Capital. Além de Celeste, outras cinco pessoas foram presas: Ricardo de Sousa Ferreira, que seria o executo, Severino Fernando Ferreira, Werlida Raynara, Nelson da Silva. O grupo responderá por vários crimes, a exemplo de homicídio qualificado, em concurso material com roubo majorado, e associação criminosa.

As primeiras informações dão conta que o crime teria sido motivado por causa de uma disputa por herança. De acordo com a Polícia, ela teria vendido uma casa e um carro herdados e o seu irmão estava cobrando a sua parte. A herança gira em torno de 1 R$ milhão.

O Crime

O crime aconteceu na manhã do dia 4 de junho no bairro Jardim Luna na Capital. O estudante foi assassinado com um tiro disparado de arma de fogo efetuado por um suposto assaltante. As imagens gravadas pelo circuito de segurança da padaria da irmã da vítima mostraram quando os dois homens chegaram ao estabelecimento e abordaram o estudante que estava na entrada. O rapaz foi obrigado a deitar no chão e quando um dos homens foi embora disparou contra a cabeça da vítima.

O rapaz ainda chegou a ser socorrido para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena,  mas não resistiu a gravidade dos ferimentos e veio a óbito.

 

 

 

 

MaisPB