Aguinaldo pode ser nomeado ministro em fevereiro, mas Dilma aguarda relatório da PGR sobre esquema da Petrobras

Aguinaldo pode ser nomeado ministro em fevereiro, mas Dilma aguarda relatório da PGR sobre esquema da Petrobras

O deputado federal Aguinaldo Ribeiro (PP) pode voltar a assumir um Ministério do Governo Federal em fevereiro. Ministro das Cidades em 2013, o deputado pode ser nomeado ministro da Integração Nacional no lugar do técnico Gilberto Occhi, também do PP.

A informação foi divulgada pela Folha de São Paulo que apontou que a presidente Dilma Rousseff (PT) nomeou alguns auxiliares para assumir as pastas de forma provisória. O Governo Federal aguarda uma manifestação da Procuradoria-Geral da República sobre políticos envolvidos no esquema de desvios da Petrobras.

Além de Aguinado, o atual presidente da Câmara Federal, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), também pode ser nomeado em fevereiro. Alves não foi eleito em 2014 e ficará sem mandato no próximo mês, além disso ele teria sido citado por Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras, como um dos beneficiários do esquema desbaratado pela Polícia Federal na Operação Lava Jato.

O caso do deputado paraibano é mais uma precaução, já que Aguinaldo não foi citado nas denúncias da Petrobras, mas sim o PP. Em depoimento à Justiça, Paulo Roberto Costa afirmou que o esquema de corrupção na estatal irrigou campanhas de PP, PT e PMDB.

 


Pedro Callado