Aguinaldo diz que mesmo com mudanças, o Minha Casa, Minha Vida continua a mudar a vida das famílias brasileiras

Aguinaldo diz que mesmo com mudanças, o Minha Casa, Minha Vida continua a mudar a vida das famílias brasileiras

O governo federal mudou as regras para financiar imóveis pelo programa Minha Casa, Minha Vida, em anúncio feito pelo Ministério das Cidades no ano passado. As principais mudanças são a criação de uma faixa intermediária de renda, entre R$ 1.800 e R$ 2.350, e o aumento dos juros cobrados para famílias que recebem a partir de R$ 2.350 por mês.

 

Para o deputado Aguinaldo Ribeiro, que conduziu o programa na época em que foi ministro das Cidades, mesmo com as mudanças, o Minha Casa, Minha Vida é um programa muito importante que ajuda a mudar a vida de diversas famílias brasileiras.

 

"Nós graças a Deus tivemos a oportunidade de conduzir o programa que teve o seu ápice na nossa gestão, nós tivemos dois milhões, setecentos e cinquenta mil moradias contratadas. Hoje o programa mudou um pouco em virtude também das restrições orçamentárias e financeiras mas esse é um programa que é extremamente importante, um programa que sem dúvida nenhuma precisa continuar e eu dizia sempre que ele precisa evoluir pra ser um programa de estado, deixar de ser um programa de governo para ser um programa do estado brasileiro" destacou Aguinaldo.

 

O Programa

 

O Minha Casa, Minha Vida financia casas populares com prestações acessíveis, ou seja, bem abaixo das prestações que seriam cobradas pelos bancos, além disso as casas do programa podem ser financiadas em até 30 anos.

 

Esse programa foi criado a fim de proporcionar desenvolvimento social das pessoas, proporcionando a elas a oportunidade de sair do aluguel e morar na sua casa própria. É um programa do governo federal que tem transformado o sonho da casa própria em realidade e acontece em parceria com estados, municípios, empresas e entidades sem fins lucrativos.

 

 

 

 

Assessoria