Águas do São Francisco abre eixo para desaguar no Rio Piancó

Águas do São Francisco abre eixo para desaguar no Rio Piancó

Até o mês de junho, o Ministério da Integração Nacional vai lançar o edital para a elaboração do projeto complementar executivo das obras da 3ª entrada do Rio São Francisco pelo rio Piancó na Paraíba. A garantia foi dada, na manhã desta quarta-feira (30), pelo ministro Francisco Teixeira, durante audiência concedida ao governador Ricardo Coutinho e ao secretário de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Ciência e Tecnologia, João Azevedo Filho, em Brasília.

O 3º braço da Transposição do São Francisco pelo Rio Piancó, começando em Conceição e pessando por Coremas Mãe DÁgua está orçado em quase R$ 200 milhões e prevê a construção de um conjunto de adutoras que vai garantir a chegada da água para 18 municípios que possuem problemas em seu abastecimento.

O governador Ricardo Coutinho ressaltou que o canal terá uma extensão de 29 km com uma vazão de, no mínimo, 3 mil metros cúbicos por segundo. "Esse volume deverá garantir a segurança hídrica para uma população superior a 155 mil habitantes em uma região da Paraíba bastante atingida pela estiagem. O projeto já está no Ministério da Integração desde dezembro, e esperamos o lançamento do edital para elaboração do projeto, para, depois disso, licitarmos a obra que dará a Paraíba a condição de ser o Estado do Nordeste mais beneficiado com a distribuição das águas do Rio São Francisco", completou.

“O Governo do Estado apresentou este pleito ao Ministério da Integração junto com um anteprojeto em dezembro do ano passado. Hoje, o Governo Federal confirma que assume esta obra no valor de R$ 200 milhões que trará o desenvolvimento para a região do Vale do Piancó, cuja economia já é muito forte, mas que precisa de segurança hídrica para avançar ainda mais”, comentou João Azevedo.

Ricardo Coutinho também apresentou pleitos no Ministério da Integração para a melhoria da oferta de água para o Estado e a continuidade das grandes obras hídricas, como a liberação de recursos para as obras do Canal Acauã-Araçagi, para a reconstrução da barragem e adutora de Nova Camará, para a construção de novas adutoras emergenciais, liberação de parcelas do PAC Estiagem e para manter os carros pipas para os municípios em colapso de água.

O ministro Francisco Teixeira recomendou à equipe ministerial agilidade nas liberações dos recursos para as obras da adutora Acauã-Araçagi e para reconstrução da barragem de Nova Camará. Segundo ele, o ministério tem conhecimento da situação dos reservatórios da Paraíba e este fator será levado em conta na avaliação dos pleitos encaminhados ao ministério.

Ricardo fez um apelo ao ministro da Integração, ao secretário executivo, Irani Ramos, e ao secretário da Defesa Civil, general Adriano Pereira Júnior, para que sejam retomados os recursos para a manutenção dos carros pipas nos municípios atingidos pela estiagem tendo em vista o nível crítico dos reservatórios do Estado como o de Engenheiros Ávidos, que abastece o município de Cajazeiras, e está com menos de 12% de sua capacidade. Queremos urgentemente que, assim como vinha acontecendo até janeiro, o Governo Federal continue repassando recursos para carros pipa como forma de complementar todo o esforço do nosso governo para garantir água para as populações e salvar o rebanho do Estado", completou o governador.

Fonte: Vale News PB com Secom-PB