Aesa vai restringir uso de água em 47 municípios da PB e RN; 700 mil pessoas serão afetadas

Aesa vai restringir uso de água em 47 municípios da PB e RN; 700 mil pessoas serão afetadas

Quarenta e sete municípios do Sertão da Paraíba (42) e do Rio Grande do Norte (5) serão afetados com a redução no fornecimento de água pela bacia hidrográfica Piranhas-Açu  e sistema Sabugi. A medida ainda a ser tomada pela Agência Nacional das Águas e a Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba vai afetar diretamente 700 mil pessoas.

A recomendação foi feita hoje à tarde durante encontro sobre a crise hídrica do Estado, particularmente no Sertão paraibano.  O encontro foi realizado na cidade de Pombal, a 371 km de João Pessoa, e reuniu representantes da ANA (Agência Nacional das Águas), da Companhia de Água e Esgoto da Paraíba (Cagepa)  e do Instituto de Gestão das Águas do Rio Grande do Norte.

De acordo com o presidente da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa-PB), a intenção é suspender de imediato projetos de agricultura irrigada deixando  a água apenas para o consumo humano e animal. "A Bacia Piranhas-Açu será utilizado e vamos preservar o sistema Coremas- Mãe D'Água para uma situação de emergência " , revelou  João Fernandes ao prever a possibilidade de colapso do Piranhas-Açu  até maio do ano que vem.

Antes de anunciar as medidas de redução de água captada na Bacia Piranhas-Açu, João Fernandes disse que pretende se reunir com o Ministério Público,  prefeitos, vereadores e lideranças sertanejas.

De acordo com o presidente da Aesa,  a sugestão foi apresentada por representantes da  Agência Nacional das Águas  (ANA) que acredita que a estiagem  que afeta todos os Estado nordestinos pode se agravar ainda mais.  

 

 

Click PB