Aesa apresenta situação dos açudes a promotores na cidade de Patos

Aesa apresenta situação dos açudes a promotores na cidade de Patos

A Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado (Aesa) apresentou a situação hídrica da Paraíba para promotores que atuam em 14 cidades do interior paraibano. O detalhamento dos níveis dos açudes que abastecem a região semiárida aconteceu no final da tarde desta quinta-feira (11) na cidade de Patos.

De acordo com o presidente da Aesa, João Vicente Machado Sobrinho, 59 dos 124 açudes monitorados pelo Governo do Estado estão com volume inferior a 20%. Destes, 26 estão em situação crítica, ou seja, com menos de 5% da capacidade. Atualmente a Paraíba possui 1 bilhão de metros cúbicos de água, o que equivale a 28,3% da capacidade máxima de acumulação.

“Estes recursos não estão distribuídos de forma homogênea: 25,7% do total está localizado no semiárido, que é onde temos os maiores reservatórios. A quantidade acumulada é preocupante, por isso vamos continuar gerenciando essa água de forma criteriosa. Se mantivermos os pressupostos operacionais, mesmo que não chova, alguns açudes podem continuar abastecendo a população por até dois anos”, alertou João Vicente durante a apresentação intitulada 'Situação Hídrica no Estado da Paraíba'.


 

Secom-PB